20 coisas da maternidade que não sabíamos até ser mães

0 84

Enfim nasce o tão desejado bebê. Com ele nasce também uma experiência única com novas situações, novos sentimentos e emoções. A nova vida traz muitas mudanças para a vida de uma mãe, muda muita coisa. Com certeza, descobrimos experimentamos muita coisa nova e inusitada. Veja uma lista de coisas da maternidade que não sabíamos até que nos tornamos mães.

Coisas da maternidade

1. Perda de objetividade

É o bebê mais bonito do mundo. Não há uma mãe que ache seu filho mais ou menos. Vemos com os olhos do amor, reconhecemos a beleza do novo ser por tudo o que nos representa.

2. Dúvidas

Cuidar de um bebê nos gera dúvidas a todo momento. Desde o momento zero que nos descobrimos grávidas, um turbilhão de dúvidas passam a nos acompanhar: como será o parto, como trocar fraldas, como dar banho, como amamentar… uff.. que de coisas temos que aprender!

3. Amor incondicional

Essa é uma das coisas da maternidade mais bonitas que nos passa. Sempre acreditamos que sabíamos amar, até que nosso primeiro filho chega. É um amor que transborda, sem fim. Não importa o que passe, estamos prontos a amar o novo ser para sempre.

4. Exagero

Como nos tornamos exageradas! Vemos um simples escorregador como um tobogã de 10 metros., um degrau como a beirada de um abismo. Com isso tendemos a superproteger nossos filhos para que nada de mau lhes aconteça. Mas, atentas, que isso não pode extrapolar que pode virar um problema.

5. Desejos

Passamos a desejar tudo o de melhor que a vida possa oferecer à nova criatura: que seja feliz, que seja inteligente, que seja bonito, que seja…

6. Novos gostos musicais

Passamos a saber de memória todas as canções do Mundo Bita, Galinha Pintadinha… Em casa ou no carro, o hit do momento é a música preferida da criança.

7. Novas linguagens

É tendência falar com a criança adotando uma linguagem infantil e simplificada. Usamos mais as onomatopéias, reproduzimos os sons da linguagem do bebê…

8. Vontade

Noites em claro e, tomados pelo amor incondicional, nos levantamos a cada momento que nos necessita. Mesmo que estejamos mortas de sono, estamos firmes para atender as necessidades do bebê.

9. Raiva

Tornammo-nos os maiores defensores do bebê. Enchemo-nos de raiva na hora de defender o bebê até mesmo um animalzinho indefeso como uma formiga. Marcamos território, tentando evitar que algo de mal aconteça a nossos filhos.

10. Paciência

Uy… as temíveis birras… Como é preciso se encher de paciência. E devemos buscar recursos infinitos para poder acolher com amor e respeito as birras de nossos filhos.

11. Braços extras

Se antes já éramos conhecidas como polvos… agora sendo mães nem sei o que passamos a ser. Tornamo-nos mulheres multitarefas à enésima potência.

12. Culpa

É algo que passa com frequência. Sentimo-nos culpadas quando saímos sozinhas, quando nos cuidamos mais, quando temos que trabalhar e deixar nossos filhos na creche… Enfim, é um sentimento real, mas que não deve se tornar um mal maior.

13. Resistência

Ainda que estejamos super cansadas, encontramos forças para realizar coisas que não estaria a seu alcance. Sempre acreditávamos que estávamos cansadas, até ser mães. Aí é quando entendemos o real significado de estar cansada.

14. Criatividade

Com filhos, a criatividade volta com tudo. Elaboramos atividades divertidas. Inventamos brincadeiras para distrair os filhos. Somos capazes de transformar qualquer coisa em um brinquedo super legal.

15. Super força

Os braços ficam mais fortes de tanto carregar o bebê. É a melhor ginástica para os braços que podemos fazer… Levanta, abaixa, pega de um lado, pega de outro. E nem é tão ruim, já que pode piorar se em um braço está o bebê e, no outro, a sacola de compras.

16. Insegurança

É similar a todas as dúvidas que temos. No entanto, a insegurança é algo mais interior. Questionamo-nos o tempo todo sobre como seremos como mães: Serei uma boa mãe? Meu filho me amará?

17. Novas prioridades

A prioridade passa a ser uma: os filhos. Todo o demais passa a ser secundário. Por exemplo, somos capazes de cancelar compromissos importantes para ir a atividades de seus filhos.

18. Habilidades culinarias

Aprendemos a fazer umas papinhas impressionantes… Se já não comíamos verduras e legumes, passamos a comer de tudo. Temos que mostrar a nossos filhos o quanto são gostosos e importantes esses alimentos para a saúde. E como nos imitam…

19. Sensibilidade extrema

Tudo nos sensibiliza. Ser pais nos geram mais empatia em relação aos demais. Sabe aquela coisa de ver um filme na televisão e chorar e chorar… só pensando que podia ser com nosso filho.

20. Instinto maternal

Que ninguém ouse fazer mal a meu filho, aqui estou eu!

Criação com Apego

Na seção Criação com Apego você encontra textos interessantes sobre como podemos criar nossos filhos com amor, respeito e firmeza. Prepararmos para ser pais é algo importante. Saber como podemos estabelecer o vínculo com nossos filhos, educando-os sem gritos, ameaças e castigos também. Acesse:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.