Educação EmocionalSER PAIS

Compreendendo os impactos de uma infância adoecida

infancia adoecida

A reflexão é simples: tudo que acontece na infância direciona o ser humano para o desenvolvimento saudável ou adoecido.

Tenhamos consciência de que esse caule, simbolizando a infância, irá sustentar toda a copa. Dará força para as ramificações na adolescência e fortalecerá as raízes ao passo do seu crescimento e sua demanda por mais nutrientes.

Essa nutrição não é só comida, roupa e educação. Os nutrientes mais essenciais para o desenvolvimento da criança são SEGURANÇA emocional, AFETO, limites claros e bem estabelecidos, constância nas ações, diálogo, acolhimento.

As ramificações e a copa de uma árvore são resultado da saúde de seu caule, que por sua vez é fortalecido ou não pelo que consegue extrair da terra.

No caule de uma arvore, assim como na infância, as marcas do crescimento não estão expostas (salvo traumas externos), elas são internas. As marcas fazem parte da árvore, assim como fazem parte da criança. Elas crescem assim, usando do que podem ainda para ramificar e florescer.

Cuidar da infância também é cuidar desse solo. É tornar esse solo saudável e cheio de nutrientes. Por isso, cuidar da infância, requer necessariamente, o cuidado com a família.

Enquanto família, que possamos compreender que olhar lá para o final do processo, preocupados com a folhagem, não garantirá a fortaleza necessária do caule para sustentar toda a arvore, que acabará por adoecer. Precisamos nos preocupar e investir no hoje, no agora, nesse segundo.

Precisamos investir na qualidade e saúde de nossa relação com a infância. Talvez assim, um dia, possamos ser floresta.

* Texto de Ana Cecília Prado Souza, psicóloga especialista em neuropsicologia (@crescer_devagar)

Educação Emocional

Na seção Educação Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do desenvolvimento da inteligência emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Descubra mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *