Disciplina e limites em um ambiente Montessori

0 353

Estamos entrando em cheio na fase dos 2 anos. Se antes já nos interessava o tema da disciplina e limites, agora mais. Por aqui você encontrará muitos textos interessantes que mostram como podem estabelecer disciplina e limites na educação das crianças, desde o respeito, o amor e com firmeza. Para esta publicação, a tradução de um texto muito interessante sobre disciplina e limites em um espaço montessoriano.

Disciplina e limites em um ambiente montessori

Para começar é necessário que conheçamos dois conceitos que nada tem a ver com a disciplina:

Autoritarismo x Permissividade

O autoritarismo se refere a exercer nossa autoridade sem ter em conta as necessidades e os interesses da criança. A permissividade, ao contrário, se refere a permitir que a criança atue de maneira irresponsável e sem respeito, sem colocar limites e consequências.

A disciplina vai muito mais além disso. Maria Montessori explica isso assim:

Chamamos disciplinado o sujeito que é dono de si e que pode, portanto, dispor de si mesmo quando seja preciso, seguindo uma linha de conduta. (…) Os limites servem para ajudar a criança a organizar sua mente e facilitar a compreensão das coisas que o rodeiam. Constituem uma necessidade fundamental para economizar suas forças e avançar com segurança no caminho do desenvolvimento.

Portanto, um sujeito disciplinado é um sujeito seguro. E para isso é indispensável que atue dentro de certos limites. A falta deles gera na criança medo e insegurança, ao não encontrar no adulto responsável por ele alguém que o contenha e o guie. É por essa razão que existem pequenos que desafiam, constantemente seus pais, buscando encontrar um limite ou bem poderão evadir-se, buscando em personagens fantasiosos algum que se mostre forte, seguro e firme.

O respeito por si mesmo

A filosofia Montessori está baseada no respeito a si mesmo, aos demais e ao ambiente no qual o sujeito se desenvolve. Dentro dos ambientes de uma escola montessori isso se consegue graças às regras e limites que ajudam a criança a se autorregular e a se conduzir com liberdade e respeito. Ou seja, com disciplina.

Os limites que a criança encontra dentro do ambiente podem ser divididos de acordo com suas características em:

  • Limites físicos: se refere ao espaço e mobiliário, assim como à ordem existente dentro do ambiente.
  • Limites sociais: são os que permitem à criança conviver de maneira adequada e respeitosa com seus companheiros (crianças e adultos).
  • Limites diante do trabalho: se refere a tudo o que indica à criança a forma de trabalhar no ambiente e a dinâmica do mesmo, como guardar em seu lugar as coisas, terminar o que começa, pegar somente materiais que conhece, trabalhar em voz baixa e evitar interromper seus companheiros, etc.

Para que uma criança consiga respeitar os limites é indispensável que faça uso da vontade,  essa somente se desenvolve mediante o trabalho diário dentro do ambiente.

Quando a criança começa a respeitar o trabalho dos doutros; a não tomar dos companheiros os objetos que deseja e esperá-los pacientemente; quando começa a andar sem tropeçar nos companheiros, nem nos móveis, o faz organizando sua vontade e estabelecendo o equilíbrio entre os impulsos e as inibições. Isso é o que dá lugar a um hábito de vida social. – Maria Montessori

* Visto em Educación Montessori

Leia também

Método Montessori

Uma das filosofias na área da educação que mais nos apaixona é o Método Montessori. Buscamos seguir seus fundamentos na criação e educação da nossa filha. Preparamos nossa casa para que Laura tivesse tudo a seu alcance e também lhe oferecemos propostas de material, brinquedos e atividades inspiradas em montessori. Tudo isso compartilhamos aqui na web. Acesse e confira:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.