Dois lados do aleitamento materno

0

Há dois dias, ao acessar o site Globo.com me deparo com duas chamadas que apresentam dois lados do aleitamento materno. Ambas as publicações da Revista Quem foram dispostas uma sobre a outra, mostrando dois pontos de vista distintos da amamentação. Acima se lia o titular “De lingerie, Letícia Santiago amamenta o filho e divulga clique“. E, abaixo: “Sophie Charlotte posta imagem fofíssima amamentando Otto“. As escolhas dos títulos já antecipam o que podemos esperar de cada notícia cuja temática comum é o aleitamento materno.

A sensual Letícia Santiago amamentando

leticia santiago amamentando filho 01
Letícia Santiago amamentando filho

De um lado, a ex-BBB, claramente chamando a atenção para o corpo no pós-parto e sua sensualidade. Em sua publicação, escreveu:

“AMAmentar é amar… é dar o seu melhor… Gostaria de falar com aquelas mães que estão em casa desesperadas, morrendo de medo das mudanças que virão ou as que já aconteceram. Sem saber como conciliar tantas coisas num momento em que a prioridade não é mais você – ou pelo menos, é o que te cobram por todos os lados. Se tá gorda, tá descuidada, se tá magra, dizem que tá comendo pouco. Se não se cuida, esqueceu de si, se cuida demais, esqueceu do neném!

A cabeça vira um turbilhão e é difícil alguém de fora entender tudo que se passa nesse coração que só quer fazer o certo mas nem sempre sabe. Mesmo que a gente queira, nem sempre dá pra pensar em si porque o foco é aquela vida linda que você trouxe pro mundo tão fragilmente. É uma delícia se dedicar a esses momentos e tantos outros que nos dão “trabalho” pois esses também nos enchem de orgulho.  Sempre que posso, concilio o bem estar dele a algum cuidado comigo…quem não gosta de se sentir bonita, né?!”

Propaganda de lingerie mal elaborada

Os três comentários mais populares da notícia foram:

Doutor Angelo: Querer sensualizar esse momento é coisa de gente doente, muito doente… Lamentável!!!

Marcus Britto: Amamentar é a ultima coisa que essa aí quer mostrar..

Não funciona: Sexualizar a amamentação é ir contra toda a luta das mulheres para amamentar em publico. Vergonha Letica (sic)

Primeiramente, o que me chamou a atenção é que os comentários, ao menos os dois primeiros, fossem escritos por homens. Talvez porque o foco da notícia não foi de fato o ato da amamentação. Esse teria sido só um pretexto para que Letícia publicasse sua foto de lingerie, e exibisse suas curvas ‘perfeitas’ no pós-parto. Não é à-toa que a reportagem ainda enfatiza o fato de a ex-BBB ter tirado “as dúvidas das mamães sobre as próteses de silicone e se elas oferecem risco à saúde da mãe e do bebê”.

Bastava dar um passeio pela sua publicação no Instagram para conferir como a maioria dos comentários se centravam em falar sobre seu corpo. Bom, a publicação gerou tanta polêmica que a ex-BBB manteve a foto, mas tornou invisíveis todos os comentários na sua timeline.

Aliás, fica clara a intenção da moça de fazer publicidade de uma marca de lingerie para aleitamento materno. Está aumentando o cofrinho! Entre que ela misturou o ato de amamentar com o cuidar-se e, de quebra, a exposição da lingerie… o circo foi armado.

A sequência da mensagem acima, não divulgada pela Revista Quem, por motivos óbvios de merchandising, explicam melhor o motivo de sua postagem.

Esse conjunto com sutiã de amamentação, calcinha e robe em transparência é um luxo @donak_ 😻 Da uma sustentação boa pros seios sem tirar meu conforto! Não abro mão, já que ano passado coloquei 480ml de próteses mamarias!!! Isso aqui não pode cair não (…)

E como fica o aleitamento materno em público?

Então, não entrarei no mérito se, afinal, ela quis aparecer ou não. Acho que os discursos devem ser coerentes e cada qual se veste como quer e deseja. Não acho que seja menos mãe do que outras porque publique uma foto amamentando seu filho com lingerie. Definitivamente essa não é a questão.

Acredito, ainda, que sua imagem não representa a realidade do ato de amamentação. É apenas uma projeção do que nos instigam as redes sociais. Elas nos levam a um mundo utópico, de perfeição. Tudo que nos rodeia deve de ser perfeito para que se possa subir a imagem no Instagram.

O que gerou incômodo em muitas mulheres se refere ao constante debate sobre amamentar em público. Para muitas mulheres o tema ainda é tabu. Muitas ainda consideram que devam cobrir o peito por pudor ao que outros possam pensar. Também veem como desnecessário a divulgação de imagens de um momento tão íntimo.

O ato de amamentar deveria ser visto sempre como algo simples e natural. O aleitamento materno tem ares de romantismo. Nossa cultura o abarca como um momento de intimidade entre a mãe e o filho. Amamentar é um momento único para mim. É um momento de conexão com minha filha. Estreitamos o vínculo, nos olhamos nos olhos, nos damos as mãos. Isso nada pode substituir. É, sem dúvidas, uma das maiores emoções da minha vida. É saber que posso nutri-la e senti-la a meu lado.

Entretanto, sejamos realistas. Amamentar é dar o alimento a nossos filhos. Logo, deveríamos tomar como algo normal, sem grandes debates morais. Afinal, como sempre se diz, os seios de fora no carnaval sim. Amamentar em público é exibicionismo. Só que não!

O erro de esquecermos de nós mesmas

No entanto, há algo bem aproveitável  na publicação de Letícia e que passou sem ser notado. Ela aborda um tema que vem ganhando cada vez mais força. O grave erro de nós, mães, de esquecermos quem éramos antes de ter os filhos. É como se anulássemos nossa identidade anterior. Passamos a ser somente a mãe da criança.

Já não nos dedicamos tanto tempo a nós mesmas. Deixamos de ser menos vaidosas, passamos a ir menos ao cabeleireiro, compramos menos roupas e acessórios… Passamos a correr contra o tempo. Trabalhamos por horas, tentamos conciliar as tarefas domésticas e os cuidados com a criança, além de sua educação. Levar à escola, às atividades extra-escolares, fazer os deveres, levar ao parque, comprar roupa, brincar juntos…

E quando o tema somos nós mesmas. Deixamos tudo para amanhã. Caímos no erro de esquecer quem éramos antes de ser mães. Deixamos de lado nossos gostos, nossos hobbies. Já não somos protagonistas de nossas vidas. Colocamos a criança como nossa prioridade absoluta.

Devemos ter em conta que: ‘Filhos felizes são filhos de mães felizes”. Reservar um tempo para nós mesmas é um bem que nos fazemos. Isso se refletirá em nossos filhos, na forma como nos verão.

O lado mais terno da amamentação

Obviamente, a disposição dos artigos ao mesmo tempo e com dois lados do aleitamento materno tão distintos, condiciona a opinião pública. E é a partir do comentário de outra leitora, ainda na publicação sobre Letícia Santiago que passo à visão maternal apresentada no texto sobre a foto de Sophie Charlotte:

Helena: Vejam no próprio site da globo agora a pouco, uma foto da Sophie Charlotte amamentando o filho. Cena simples, natural e q traduz total afeto, amor e pureza. Sem palavras p comentar a diferença entre as fotos da Sophie e da Leticia. Lamentável!!
sophie charlotte amamentando filho
Sophie Charlotte amamentando o filho.
A atriz global, sobre sua imagem escreveu:

Maternidade ostentação .. pelos olhos do Papai do Otto @danieldeoliveiramor”

Não há dúvidas de que sua imagem representa a visão mais terna da amamentação. Remete à criação do vínculo, e da relação tão estreita que se estabelece entre a mãe e o bebê. Um passeio pela publicação de Sophie Charlotte no Instagram, o que vemos são comentários cheios de ternura. Um aplauso a esse momento tão lindo e sublime da mulher.

Tendo em conta a Criação com Apego, é no momento do aleitamento materno a demanda que se estabelece o vínculo. A mãe responde às necessidades de seu filho, ao oferecer-lhe o peito. Esse é para o bebê, além de alimento, refúgio, proteção, calor e alívio das dores.

É fato. Se o bebê chora porque quer afeto, no peito da mãe se tranquiliza. Se tem fome, nele se sacia prontamente. Se se sente sozinho, nele encontra proteção através do abraço carinhoso de sua mãe. Amamentar é um ato de amor.

Enfim, a foto reflete o senso comum sobre a amamentação e isso diz tudo. E, se é verdade que a notícia condiciona à opinião pública, a “imagem fofíssima” no título da notícia já determina a opinião das pessoas.

você pode gostar também

Comentários

Loading...