Ser criança é o único que seu filho deseja. Simplifique a infância.

0 286

Na nossa sociedade, como pais queremos o melhor para nossas crianças. Queremos que sejam felizes, mas também queremos proporcionar-lhes todas as oportunidades possíveis para que tenha sucesso profissional. Daí que cometemos uma série de excessos em sua infância, superestimulando-os com demasiadas coisas. Mas nossos filhos só querem uma coisa: ser criança e viver uma infância feliz.

O melhor modo de proteger a infância é deixá-los simplesmente ser crianças. O caminho para o equilíbrio mental e emocional deles é uma educação baseada na simplicidade.

Como deixar nosso filho ser criança

Se queremos proporcionar uma educação simples e baseada no desenvolvimento da autonomia e liberdade para ser criança, precisamos:

Menos extra escolares

Não deveríamos saturar as crianças com atividades extra escolares. Tenha certeza de que, a longo prazo, não lhes servirão de muito. Escolha uma em cada ano letivo. Afinal, você não precisa ter em casa um filho que seja, ao mesmo temo, o melhor nadador, o melhor falante de inglês, o melhor músico, o melhor dançarino.

Brincar livre

Deveríamos dar tempo livre para a criança brincar, preferentemente com outras crianças ou com jogos que possam estimular sua criatividade. Lembre-se de que a criança aprende brincando.

Recomendamos que leia o artigo: Crianças são felizes quando brincam ao ar livre

Tempo juntos de qualidade

Passe tempo de qualidade com eles. Esse é o melhor presente que vocês pais podem dar-lhe. Mas lembre-se de que dar tempo de qualidade significa brincar junto, deixando que a criança nos guie em seu jogo.

Refúgio para momentos de tranquilidade

Crie um espaço de tranquilidade em suas vidas onde possam se refugiar do caos cotidiano e aliviar o estresse. Sugerimos que leia os artigos:

Dormir bem

Assegure-se de que dormem o suficiente e descansam. É muito importante que as crianças tenham uma boa noite de sono. Isso as ajuda a ter um dia mais tranquilo e estarem disponíveis para a realização das atividades diárias com disposição.

Uso racional da tecnologia

Reduza a quantidade de informação, assegurando-se de que esta seja compreensível e adequada para sua idade, o que implica fazer uso mais racional da tecnologia. Aqui não estamos condenando o uso de televisão ou aparelhos eletrônicos. Apenas sugerimos um controle para evitar que a criança se encerre nesse mundo e deixe de vivenciar a infância.

Sugerimos um artigo interessante sobre a experiência de uma família espanhola que buscou uma forma divertida de estabelecer o controle sobre o tempo diante da televisão.

Brinquedos que incentivem a criatividade

Simplifique seu entorno, apostando por menos jogos e buscando que estes estimulem realmente sua fantasia e criatividade. Brinquedos que fazem tudo sozinhos pouco servem ao desenvolvimento de nossos filhos. O melhor é buscar brinquedos que façam pouco ou nada. A própria criança se encarregará de dar um uso adequado.

Leia este post para saber mais:

Menos cobrança

Diminua as expectativas sobre seu desempenho, deixando que sejam apenas crianças. Muitas vezes queremos que nossos filhos andem logo, falem logo… Cada criança tem seu ritmo e deveríamos respeitá-lo.

 

Lembre-se de que as crianças tem toda a vida por diante para ser adultos, enquanto isso, deixe que sejam crianças e desfrutem de sua infância.

Criação com Apego

Criação com Apego se baseia na ideia do fortalecimento do vínculo emocional entre os pais e o bebê, a fim de que seja mais seguro e confie mais em si mesmo na fase adulta. Em nossa web, você encontra uma série de discussões interessantes que podem nos ajudar a pensar melhor nosso papel de pais no processo de criação e de desenvolvimento de nossos filhos.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.