Criação com ApegoSER PAIS

Sinais de que seu filho tem um apego seguro

apego seguro

O apego é o vínculo emocional que desenvolve a criança com seus pais e que lhe proporciona a segurança emocional indispensável para um bom desenvolvimento da personalidade. Segundo a teoria do apego, para ser um adulto independente e seguro, deve ter sido um bebê dependente, apegado e sustentado. Em poucas palavras, amado.

O apego seguro proporciona a segurança emocional da criança

Todas as crianças tem apego. Há crianças com apego seguro e outras com apego inseguro. Isso depende de como a mãe (ou cuidador) o trate nos primeiros tempos de vida. E a base fundamental é o amor.

Quando uma criança tem um apego inseguro se mantém aferrado e sofre muito diante da possibilidade de separação de seus progenitores. Sentem-se inseguros para explorar de forma autônoma. Também, diante de um apego inseguro, as crianças ficam desorganizadas, estão irritáveis, não sabem a que se ater nem como controlar as separações ou a recusa. Aprendem a desconfiar dos demais e a falsear intensificando suas expressões emocionais para obter atenção e evitar o abandono.

Como saber se meu bebê está desenvolvendo um apego seguro?

1. Seu bebê prefere sua companhia no lugar que a de um estranho. E, continuamente, busca ter contato visual com você.

2. Embora seu filho deixe que outras pessoas a peguem, busca seu olhar para encontrar sua provação e segurança.

3. Quando precisa ajuda, chora ou precisa que alguém o conforte. Busca você instintivamente.

4. Quando você se separa dele por um período, seu bebê a recebe com alegria e aceitação.

Criação com Apego

Na seção Criação com Apego você encontra textos interessantes sobre como podemos criar nossos filhos com amor, respeito e firmeza. Prepararmos para ser pais é algo importante. Saber como podemos estabelecer o vínculo com nossos filhos, educando-os sem gritos, ameaças e castigos também. Acesse:

Posts relacionados

Teoria do Apego e Criação com Apego

O que nos impede atender as necessidades de nossos filhos

Não destrua o cérebro do seu filho

Do que o bebê recém-nascido gosta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *