Criação com ApegoDisciplina PositivaEducação Emocional

43 exemplos de como tratar bem nossas crianças

como tratar bem nossas criancas

No artigo anterior, apresentamos uma lista de 32 exemplos de maus-tratos psicológicos às crianças. Neste, mostramos que é possível envolver nossos filhos em um entorno de empatia, apego e amor. É possível tratar bem nossas crianças, seguindo uma série de condutas que os ajude a reforçar sua autoestima e autoconfiança. Temos muito que aprender com esses seres preciosos que nos escolheram para ser seus pais.

Penso que, sobretudo, desde que nossa filha está conosco, o que mais temos aprendido é ser pacientes e serenos. Aprendemos a dedicar-lhe tempo e ver que juntos podemos desfrutar das pequenas coisas da vida.

A lista dos exemplos de como tratar bem as crianças foi elaborada por iParentyy.

Condutas de bom trato às crianças

  1. Falar-lhe com amabilidade e suavidade.
  2. Usar palavras respeitosas para nos dirigirmos a elas.
  3. Demonstrar-lhes afeto, sem importar o que tenham feito ou dito.
  4. Rir com elas, não delas.
  5. Fazê-las felizes.
  6. Fazer com que se sintam amadas.
  7. Escutá-las sem julgar quando nos contam algo.
  8. Ensinar, com amabilidade, porque alguns de seus atos não estão corretos.
  9. Dar-lhes alternativas a uma conduta inadequada.
  10. Dar-lhe importância e satisfazer oportunamente suas necessidades fisiológicas e psicoafetivas (carinho, escuta, mirada, brincadeira, contato físico amoroso, tempo).
  11. Analisar e buscar a necessidade não satisfeita por de trás de seu comportamento inadequado. Uma vez encontrada, atendê-la.
  12. Respeitar seu corpo (SEMPRE e em TODOS os sentidos).
  13. Validar suas emoções (“é válido que você se sinta desta maneira: chateado, triste, com medo…”).
  14. Fazer-lhes perguntas reflexivas quando seu comportamento não for adequado: “Por que fez isso? Como você se sentiu? Que poderia ter feito em seu lugar? Como pode arrumar isso agora? Como você acredita que ele/ela se sentiu quando você fez isso? Como você fará isso da próxima vez?”).
  15. Defender-lhes quando alguém não as respeite.
  16. Alegrar-se por suas conquistas.
  17. Apoiar seus gostos e talentos.
  18. Respeitar seus tempos de amadurecimento (deixar a fralda, caminhar, etc.).
  19. Acompanhar, respeitosamente, seus medos, sua timidez, seu choro.
  20. Contê-la, emocionalmente, quando estiver fora de controle.
  21. Contê-la, fisicamente, quando bata em alguém.
  22. Prometer e cumprir.
  23. Respeitar o apetite.
  24. Negociar.
  25. Colocar-se a seu nível para falar.
  26. Respeitar seus gostos e crenças.
  27. Dar importância às suas emoções.
  28. Empatizar (colocar-se sempre em seu lugar).
  29. Prestar atenção quando a solicite.
  30. Escutar sua inconformidade.
  31. Acreditar em sua palavra.
  32. Brincar com elas.
  33. Dedicar tempo de qualidade em quantidade.
  34. Educar com o bom exemplo (eu o respeito se quero que me respeite, eu o cumprimento se quero que me cumprimente, etc).
  35. Abraçar sempre que desejem.
  36. Cuidar delas e protegê-las sempre que estejam em perigo sua saúde física ou mental.
  37. Usar estratégias divertidas e brincadeiras para que cooperem.
  38. Transmitir limites desde o bem estar e o respeito.
  39. Amá-las incondicionalmente.
  40. Recordar suas conquistas e o quanto são amadas.
  41. Permitir que explorem, brinquem, saltem, se sujem, enquanto estejam seguras.
  42. Torna-se crianças como elas: graciosas, amáveis, ternas, amorosas, brincalhonas.
  43. Ignorar quem diga que está mal qualquer um dos 42 pontos anteriores.

E bom, é seguir praticando. E você acrescentaria algum outro exemplo de bom trato às crianças? Compartilhemos experiências!

Posts relacionados

Como ajudar uma criança a expressar seus sentimentos?

Os filhos morrem em seu quarto

Livros infantis sobre emoções para crianças

Casa dos sentimentos e emoções - livro infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *