Educação EmocionalSER PAIS

7 passos para ajudar seu filho a entender as emoções

7 passos para ajudar seu filho a entender as emocoes

Outro dia assistia à conferência de Rafael Guerrero, doutor em Educação e autor do livro Educación Emocional y Apego, um manual para transformar crianças e jovens em especialistas emocionais. Ele nos mostra recursos importantes que podemos oferecer a nossos filhos para que saibam identificar, nomear e expressar suas emoções. É fundamental que aprendamos a valida-las e a escutar nossos filhos. Essa é a melhor maneira de poder ajuda-los a entender as emoções e a encontrar o equilíbrio emocional.

Na mencionada conferência, Guerrero nos mostra os 7 passos para ajudar seu filho a compreender as emoções.

As 7 fases para entender as emoções

1. Conhecer as emoções, seus nomes e funções. Uma criança que está nervosa e tem vontade de bater é porque está experimentando uma emoção: a raiva.

2. Reconhecer as emoções. Para saber reconhecer uma emoção é preciso conhecer essa emoção. Por exemplo, reconhecer no corpo os sinais de uma determinada emoção.

3. Validar as emoções. É importante que permitamos que a criança experimente a emoção e que possa expressa-la.

4. Ensinar estratégias para regular as emoções. Então, primeiro a criança conhece a emoção, a reconhece, permitimos que a expresse e, agora, ensinamos estratégias que permita regular o que sente.

5. Refletir. É muito bom que aprendamos a pensar no que nos passa, no que sentimos. Parece que está mal visto que a criança esteja sem fazer nada, mas ela precisa ter o tempo para não fazer nada, para refletir sobre o que passa em seu corpo em nível físico quando experimenta uma ou outra emoção, que pensamentos está tendo.

6. Aprender a dar uma resposta emocional mais adaptativa possível. A criança não está preparada para administrar suas emoções adequadamente. É preciso que, após validar a emoção e refletir sobre, ensinemos nossos filhos como dar respostas mais adequadas às emoções experimentadas.

7. Dar uma explicação a tudo o que ocorreu. Por exemplo, uma criança que cai no parque, se machuca e se assusta. Eu preciso dar-lhe uma narrativa: “Filho, isso que passa com você se chama medo. Você se assustou porque não esperava cair. Você está chorando, é normal! Não passa nada. A todos nós, quando temos medo ficamos tensos e choramos. E isso é completamente normal.”

* Conferência: Aprendemos Juntos – BBWA

Educação Emocional

Na seção Educação Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do desenvolvimento da inteligência emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Descubra mais:

Posts relacionados

Folhas das emoções

Como ensinar as crianças a ter amor pelos animais?

Decálogo da paciência para pais

Receita para educar crianças felizes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *