AtividadesEducação Emocional

Aprendendo brincando a criança se desenvolve melhor

aprendendo brincando na natureza

Aprendendo brincando a criança se desenvolve. Esta é uma frase que nós pais deveríamos ter sempre em mente. A criança não aprende preenchendo dezenas de fichas impressas. Ela aprende brincando. É através do brincar criativo, lúdico, ao ar livre que ela se desenvolve.

As brincadeiras da infância desempenham importante papel nesse processo de conhecimento do mundo ao redor. Ao jogar bola, a criança trabalha uma série de habilidades motoras, cognitivas, sociais e emocionais. Também ocorre ao pular corda, brincar de pique-pega, amarelinha e tantos outros outros jogos e brincadeiras.

Aprendendo brincando, a criança conhece o mundo. Ao ar livre, ela se torna a melhor exploradora de todo um mundo a ser descoberto. Subir em árvores, nadar no rio, catar conchinhas, pegar pedras, brincar com paus… tudo é um aprendizado que se acumula e nunca se perde. Por exemplo, em um dia de praia, pode catar conchinhas. Ao selecionar e classifica-las aprende mais sobre suas diferentes texturas, seus tamanhos, suas diferentes cores… A natureza, aliás, é o melhor lugar para a criança brincar e aprender.

Aprendendo brincando, a criança desenvolve sua criatividade. É através do brincar que ela aflora sua criatividade. Por isso, quanto menos tempo passe diante da televisão, mais contribuímos para que se torne uma criança capaz de criar coisas maravilhosas. E é uma pena que vejamos nossas crianças perdendo seu maravilhoso tempo diante das telas, sozinhos, entregues à passividade.

aprendendo brincando 01

Por que aprendendo brincando a criança se desenvolve melhor?

O porquê de deixar a criança brincar muito, todos sabemos:

  • É essa uma habilidade natural para se divertir e criar experiências;
  • É um caminho para imaginar, transformar e criar;
  • Através do jogo e da brincadeira, desenvolve estratégias livremente;
  • Estabelece regras que lhe permitem aprender a viver dentro de determinadas normas;
  • Libera-a da prisão da vida diária.

Todas as crianças deveriam ter direito à brincadeira livre ao menos duas horas por dia. Mas, como mencionado, não há suficientes praças ou espaços lúdicos onde possam estar, brincar e interagir com outras crianças. Tive infância porque morava em um beco e, depois, em uma vila, onde não passavam carros e onde podíamos nos divertir livremente, inventando as mais diferentes brincadeiras.

Minha irmã menor teve o azar de viver a infância em um bairro, onde não há uma praça sequer. Vivíamos na rua principal, onde o fluxo de veículos era intenso. A coitada amargou seus primeiros anos de vida no quintal de casa. Ah, um luxo! Ao menos tínhamos quintal. E os que moram em apartamento?

As crianças precisam desses espaços porque é neles que podem vivenciar uma série de brincadeiras e jogos que lhes permitem aprender mais sobre o mundo. Através do brincar é que a criança:

  • Mantém a motivação e o interesse;
  • O cérebro descansa;
  • Permite iniciar, promover e manter a aprendizagem de maneira espontânea;
  • Se abre a um universo de possibilidades cognitivas, sociais, afetivas e comunicativas.

O jogar e o brincar tem papeis fundamentais na vida de nossas crianças, porque

  • Reduz a ansiedade e regula o estado de ânimo;
  • Favorece estados de atenção, aprendizagem e memória;
  • Motiva a atividade física, já que os músculos reagem ao impulso lúdico do jogo;
  • Produz estados de calma, bem-estar e felicidade.

Não precisa apresentar mais argumentos para que você se convença de que deve incentivar seu filho a brincar muito e curtir muto sua infância.

Posts relacionados

Brincadeira do ovo na colher - Objetivo e regras

Atividades com cores primárias para Educação Infantil

Atividades para pais e filhos fazerem juntos

Brincadeira com luz e sombra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *