Você sabe quais são as principais tribos indígenas no nosso país? Está aí uma pergunta que deve ser difícil para a maioria dos brasileiros responderem. Não me lembro de que, no Dia do Índio, data em que mais se aborda a temática na escola, estudássemos os povos indígenas. Mais bem eram pinceladas sobre a cultura e modo de vida. Sinto que ficava uma lacuna. Então, surgiu-me a ideia de uma atividade sobre povos indígenas para Educação Infantil que de conta de apresentar algumas das tribos para nossas crianças, aproximando-a mais da cultura desses povos.

Atividades Dia do Índio para Educação Infantil

Atividade sobre povos indígenas

Os cartões de três partes Montessori é o principal material que vamos utilizar para dar a conhecer algumas das principais tribos indígenas do nosso país. Conto a vocês como trabalhar o material de linguagem com as crianças.

atividade sobre povos indigenas

Primeiramente, você deve imprimir a atividade sobre as tribos indígenas brasileiras. Clique no arquivo abaixo para baixar e imprimir.

>> Atividade sobre povos indígenas brasileiros (letra bastão)
>> Atividade sobre povos indígenas Brasil (letra cursiva)

A atividade mais básica é realizar o pareamento dos cartões. Não se esqueça de que, para esta proposta, você deve imprimir o arquivo duas vezes. Se não sabe como trabalhar os cartões de pareamento, veja no link abaixo todas as informações necessárias:

Como usar os cartões de três partes Montessori para ampliar vocabulário

Ofereça à criança os três grupos de cartões para realizar o pareamento. Muito interessante é usar o material para observar as principais características de cada tribo indígena: pintura corporal, tipo de cocar, colares e outros acessórios. O ideal é dar pinceladas de informações para as crianças, a fim de que se familiarizem com os nomes e características dos principais povos indígenas do nosso país.

atividade sobre tribos indigenas brasileiras

Tribos indígenas do Brasil

Trabalhar com os povos indígenas com crianças da Educação Infantil é dar-lhes a oportunidade de, desde pequenas, aprenderem a respeitar as diversidades. É importante desmistificar essa ideia de apenas fazer cocares, colares, flechas e canoas para brincar de índio. Levemos mais a sério nossas propostas. Os índios não são uma brincadeira, nem uma fantasia. São povos com uma cultura maravilhosa que deveria ser conhecida por todos nós brasileiros.

Para que possa trabalhar melhor esta atividade sobre povos indígenas, oferecemos, abaixo, algumas informações interessantes para contar às crianças:

Caingangue

Entre os caingangues, a maior autoridade das comunidades é o cacique, eleito, democraticamente, entre os homens maiores de 15 anos. O cacique indica um vice-cacique pertencente a outro grupo da comunidade, favorecendo o bom planejamento e convivência dos clãs.

Guajajara

Este é um dos povos mais nômades. Tinham como característica ir de um lugar a outro. No entanto, esse costume foi se perdendo e, atualmente, estão em aldeias permanentes. A agricultura é a principal atividade econômica, mas o artesanato também é uma fonte de renda importante.

Guarani

Estão divididos em três grupos: os caiová, ñandeva e mbya. Em comum, vivem em grandes grupos familiares liderados política e religiosamente por um dos índios mais velhos. No entanto, cada um desses grupos fala um dialeto particular e tem suas particularidades.

Ianomâmi

Os Ianomâmis vivem no meio da floresta tropical. É um importante centro de preservação de biodiversidade amazônica. Vivem sendo ameaçados pelos garimpeiros. Nessa tribo, várias famílias convivem sob o teto de grandes quartos e se casam com parentes.

Pataxó

Os Pataxós vivem do artesanato. Fabricam peças de madeira, sementes, penas, barro e cipó. Nas festas gostam de dançar, comer peixe assado em folhas de palmeira e tomar vinho de mandioca.

Macuxi

Os Macuxi vivem em região com períodos prolongados de seca e de chuva. Dessa forma, se veem obrigados a se adaptarem a dois modos de vida distintos. Durante a estiagem, aproveitam para caçar, pescar, criar gado, cultivar alimentos, cortar madeira e preparar argila. No período chuvoso, se dividem em pequenos grupos e consomem tudo o que foi armazenado durante a estiagem.

Potiguara

De origem tupi-guarani, os potiguaras utilizam o português como linguagem. A aldeia conta com uma igreja católica e um santo padroeiro. Sustentam-se com atividades agrícolas, caça, pesca e extrativismo vegetal.

Terena

É uma tribo indígena urbanizada. Os terenas assumem postos de trabalho no comércio de ura em Campo Grande (MS), bem como na colheita de cana-de-açúcar. Essa “urganização” é justificada pelo excedente populacional. Muitos acabam abandonando a aldeia em busca de trabalhos.

Ticuna

Vivem em aldeias ao longo do rio Solimões. São adeptos da caça e da pesca. Sua organização é bem interessante. Estão organizado em dois grandes grupos. Há os clãs com nomes de aves e clãs com nomes de plantas e animais silvestres. Quando um índio ticuna se casa, sempre se junta com uma representante da família oposta. A nova família herda os hábitos do clã do homem. Sua língua é fonal. Isso significa que a entonação muda o sentido das palavras.

Xavante

Os xavantes vivem em cerca de 70 aldeias, no Mato Grosso, que se estruturam em casas enfileiradas em forma de semicírculo. Em uma das pontas da aldeia ficam reclusos os meninos de 10 a 18 anos. No final do período saem prontos para a vida adulta. Esse momento é marcado por uma festa de transição.

atividades para dia do indio

Author

1 Comment

Deixe Uma Resposta