atividades para a criança liberar as emocoes

Compartilho com vocês dicas de atividades para a criança liberar as emoções durante a quarentena. Isso mesmo! Nunca foi tão necessário trabalhar as emoções com nossos filhos. A situação de confinamento nos obriga a conviver em um espaço reduzido por 24h durante muitos dias seguidos. E mais, sem ver a luz no fim do túnel e saber quando termina a quarentena, vemo-nos obrigados a nos readaptar e recriar o modo como nos relacionamos com nossos filhos e familiares com os quais convivemos.

Nesse turbilhão, as crianças podem experimentar uma variedade de emoções desencontradas. Sentem-se felizes porque, finalmente, tem papai, mamãe e/ou cuidador à disposição. Sentem medo porque não pode sair para passear e não sabe se o vírus pode causar dano a qualquer um de seus entes queridos. Sentem tristeza, porque não pode ver seus amigos. Sentem raiva porque se sentem entediados e frustrados quando não obtém o que querem. Sentem calma quando encontram os braços de seus pais a qualquer momento que necessitam.

Alguns pais tem aproveitado muito a oportunidade para estreitar o vínculo com os filhos nesse período de quarentena. Outros estão, realmente, transbordando de cansaço, pois encontram dificuldades de conciliar casa, trabalho online e cuidado com os filhos. Tenhamos em conta que, cada família vive uma situação completamente distinta. Há quem esteja em uma casa super grande, com piscina e espaços de lazer para as crianças. Outras dividem 60 m2 ou menos com 4 ou 5 membros. Alguns pais não tem que trabalhar e podem dedicar todo o tempo a atender as necessidades da criança e, pouco a pouco, ajuda-las a brincar sozinhas. Outros pais não encontram esse tempo e, por terem que teletrabalhar, acabam se cansando, discutindo e, até mesmo, batendo nos filhos.

De repente, homeschooling (escola em casa) tornou-se a palavra da moda. De fato, as aulas online passam muito longe de ser um homeschooling. Já abordaremos o tema com mais calma em outro post. O certo que, uma família que opta pelo homeschooling, é consciente da necessidade de um planejamento de atividades, de uma organização de rotinas e da importância de investir em materiais que possam favorecer o brincar livre e autônomo da criança em casa.

Tudo isso é novo para todos nós. Pegou-nos de surpresa. E cada família vai se virando nos 30 como pode. O que, sim, podemos fazer, é cuidar das emoções de nossos filhos. E podemos fazê-lo através de atividades para a criança liberar as emoções. Pode parecer difícil, mas não é.

Abaixo, darei dicas de que atividades e brincadeiras podemos oferecer às crianças para que possam expressar o que sentem de forma sã. O ganho com isso é a redução de queixas e birras. Também, a possibilidade de conciliar trabalho, casa e criação sem recorrer a horas diante da tela. Tudo o que sugerimos é baseado na nossa própria experiência.

Atividades para a criança liberar as emoções durante a quarentena

Trabalhar as emoções não é algo que se faz do dia para a noite. É um trabalho longo e exige constância. O que vamos proporcionar, aqui, é algumas dicas de como podemos evitar conflitos em casa ao mesmo tempo em que ajudamos a criança a liberar as emoções que o confinamento podem lhe provocar.

Escrever ou desenhar

Escrever e desenhar são atividades para a criança de qualquer idade. Relaxam a mente e inspiram o coração. Em casa, aproveitamos um caderno que tínhamos em casa, ainda sem uso, e transformamos no Livro do Confinamento. Durante a quarentena, sempre que precisamos trabalhar e Laura está solicitando companhia, explicamos nossa necessidade de realizar o trabalho. Com calma, fazemo-lhe o convite a se sentar a nosso lado e continuar pintando algo que viveu durante o dia ou o que sentiu. Este é um livro que ficará para sempre guardado como parte desse período tão sombrio que vivemos.

diario da quarentena 01

Veja como criar o Livro do Confinamento e transforma-lo em um livro de lembrança deste período para nossos filhos.

Em linha parecida, uma outra possibilidade é escrever livrinhos de história. No ano passado, durante uma oficina de arte, Laura aprendeu a fazer um livrinho apenas dobrando as folhas ao meio. Ficou super orgulhosa do que fez.

Agora propus a ela, fazer um livrinho contando uma historinha. Ela escolheu o tema passarinhos. Curiosamente, nessa temporada em casa, passou a amar os pássaros e as formigas. Por um lado, os pássaros tem a liberdade de voar e ir onde querem. Aí estaria seu desejo de poder sair e brincar ao ar livre. As formigas vivem sempre em comunidade. Laura é filha única e, nesta situação, passa muito tempo em casa sozinha. Talvez, no seu amor pelas formigas, esteja oculto seu desejo de brincar com e de estar com os amiguinhos.

livro encadernado

Nós acreditamos que o melhor para a criança é desenhar através do desenho livre. Usamos desenhos impressos apenas quando se faz útil e necessário para alguma proposta específica. A criança tem um poder imenso de criação. Se nos encarregamos de mostrar-lhe as belezas do mundo através de vivências ou imagens reais, será capaz de imprimir no papel os padrões. O mais interessante é que, ao não enlatar o desenho dela, consegue manter sua originalidade.

Escutar música, dançar e cantar

Viva a arte! Em casa podemos proporcionar arte a nossos filhos de diferentes maneiras. Uma delas é através da música, do baile e do canto. No lugar de colocar a televisão com Galinha Pintadinha ou Mundo Bita, organize um karaokê. Você também pode brincar de dançar com as crianças cantando alguma música. Deixo algumas ideias que fizemos nesta quarentena.

  • Estátua: Cantamos a música Estátua, dançamos e Laura se diverte um monte quando temos que ficar todos parados. Se você tem mais de um filho, entre eles podem brincar!

estatua dancar

  • Escutar os últimos sons dos bosques. Isso sim é uma obra prima. Colocar o fone no ouvido da criança e permitir-lhe escutar sons únicos. Deixo o link para vocês fazerem esta atividade. Recomendadíssima!
  • Dançar balé ou qualquer outro ritmo

dancar bale

Essa atividade fizemos com a Laura a partir da leitura do poema A Bailarina, de Cecília Meireles.

  • Desenhar uma música

Propus esta atividade com Laura. Foi genial! Enquanto cantávamos, desenhávamos a música “Brilha brilha estrelinha“. Veja como realizar esta atividade de desenhar uma canção.

desenhar uma musica

Na nossa categoria de atividades de artes há uma variedade grande de propostas para realizar com as crianças.

Expressar as emoções de maneira divertida

Laura queria pintar a cara. Demos a ela as pinturas infantis para o rosto e o resultado foi este: “Olha, mamãe, sou um gato!” Assim, começou a miar, a ficar brava, a pedir mimos, imitando um gato. Então, propus ver como o gato expressa cada uma das emoções. Atividade ímpar.

expressar as emocoes

Ainda tenho pendente transformar as fotos em cartões de três partes ou um varal da beleza para que ela possa se ver, de outra maneira como sente.

De todas formas, recomendo que visite nossa categoria de Atividades sobre as emoções. Há uma variedade muito grande de possibilidades de trabalhar as emoções e os sentimentos com nossas crianças.

Meditar

Conectar corpo, mente e espírito. Isso deveríamos fazer todos desde crianças. A partir dos 2 anos podemos fazer vários exercícios de mindfulness ou de yoga com nossas crianças. Ensinar a criança a respirar é ajuda-la a perceber como cada emoção se expressa em seu corpo. As sensações físicas que cada uma lhe provoca. Isso é um passo muito importante para o autocontrole na gestão das emoções, especialmente, aquelas negativas.

posturas de yoga para criancas relaxado

Vou sugerir duas que temos feito no tempo da quarentena para que Laura possa liberar as emoções. Uma primeira é realizar posturas de Yoga. Isso a acalma. Ela se concentra nos movimentos de seu próprio corpo para conseguir realizar a postura.

Outra é realizar exercícios de Mindfulness. Dessa forma, a pequena de casa, pouco a pouco, aprende a conectar-se consigo mesma. Deixo uma compilação de exercícios para vocês. Utilizando o nosso buscador, posicionado acima na web ou na barra lateral, escreva “mindulness” ou “yoga” para encontrar uma série de outras propostas.

Fazer atividade física

Para a criança é imprescindível liberar a energia física acumulada. Em geral, elas o fazem nos parquinhos, no quintal de casa ou no pátio da escola. É certo que, muitas famílias moram em apartamento. Logo, é complicadíssimo, estando em quarentena, proporcionar o mesmo espaço para o exercício físico. Se você mora em uma casa com um grande quintal, maravilha. A criança pode aproveitar para correr, andar de bicicleta ou patinete, pular corda… Se você mora em casa, a opção é a criação de circuitos motores. Não tenha dúvidas que tanto ajudam a liberar as emoções como também as tensões.

Veja algumas opções de circuitos que já fizemos por aqui:

Praticar a escuta ativa

Pode se dar que você esteja tendo dificuldade de conciliar o trabalho, a casa e as crianças. Se vocês são pais, é hora de falar sobre conciliação familiar. É certo que a casa sempre ficou a cargo da mulher na maioria dos lares. Nós mulheres fomos acumulando tarefas e mais tarefas. Em muitos lares, a visão machista ainda é predominante. No momento em que ambos estão em casa, é a oportunidade de conversar e compartilhar tempos e tarefas. Em nossa casa, estabelecemos a seguinte rotina. Eu me ocupo da casa e da Laura durante a manhã. Nesse tempo, o pai teletrabalha. Pela tarde invertemos.

Se você é mãe solteira e se vê vivendo um acúmulo de coisas, busque estabelecer prioridades. No nosso ponto de vista, a criança e o teletrabalho são prioridades. A casa pode ser organizada segundo prioridade. É impossível manter tudo limpo. Ou se passa o dia limpando a casa e a criança na frente da tela tornando-se passiva, ou você aproveita o momento para estreitar o vínculo com ela e deixa a casa de lado. Tudo é questão de prioridade.

Em qualquer caso, praticar a escuta ativa é fundamental para entender o que a criança sente e o que ela deseja. Isso será de grande ajuda para que possa direcionar bem sua rotina. Se agimos com autoridade, é possível que os conflitos pipoquem em casa. Se temos um olhar atento para as necessidades da criança, independente de sua idade, o mais certo é que ela colabore e seja partícipe de tudo o que ocorre no lar.

Sugiro dois artigos para que você entenda melhor como colocar em prática a escuta ativa:

E, também, como validar os sentimentos da criança desde o respeito:

Conectar com a natureza

A natureza nos enche e nos inspira. É o berço da criança. No ambiente natural, ela consegue se reencontrar, explorar e descobrir o mundo. É nesse espaço de conexão que consegue liberar as emoções e se encontrar seu equilíbrio. Em um momento em que estamos de quarentena e nos vemos impedidos de sair, é imprescindível encontrar meios de trazer a natureza para dentro de casa. Como?

Pode parecer algo de outro mundo, não é mesmo? Viver em um apartamento, sem poder sair e querer se conectar com a natureza. Bom, é possível, na medida do possível. Como?

  • Na sua casa tem janela? Todos os dias aproxime a criança da janela. Observem o céu. Antes, no corre corre, quantas vezes vocês pararam juntas para observar o céu? Note se chove, se faz sol, se está nublado.
  • Qual a forma das nuvens? Essa é uma brincadeira super divertida. Tentar ver similaridades com objetos e animais nos desenhos da nuvem.
  • O sol entra em sua casa? Coloque uma mesinha e uma cadeira infantil no espaço onde da o sol. Você pode colocar uma folha e alguns animais em miniatura ou formas geométricas para que pinte a sombra que se forma.
  • Tem plantas em casa? Boa oportunidade para a criança se tornar responsável pelas plantas, regando-as.

Deixo o link de uma publicação nossa para que você veja várias outras formas de se conectar com a natureza mesmo estando em um espaço fechado.

Cozinhar com a família

Todo o tempo este tempo em que estamos em casa, podemos convidar nossos meninos e meninas para participar das múltiplas tarefas do lar. Essa é uma forma de integra-lo ao lar. Pense que, antes, pela correria, para você era mais fácil dar tudo pronto na mão da criança. O tempo era curto demais para poder seguir o ritmo da criança.

Agora mesmo, você pode encontrar o tempo necessário para envolver a criança nas limpeza e organização da casa, bem como no cuidado e preparo com os alimentos. Cozinha é uma das várias coisas que a criança pode fazer em casa. Durante o preparo de um bolo, ela aprende um monte. Ela enriquece o vocabulário e aprende mais sobre quantidades, pesos e medidas. Vivencia uma experiência sensorial ao sentir as diferentes texturas dos alimentos. Mas, sobretudo, estreita o vínculo com os pais e/ou cuidadores.

Dessa forma, a criança tanto se sente integrada na família, como consegue liberar as emoções ao fazer pequenas coisas que a fazem sentir-se útil.

cozinhar com a familia

Enfim, consideramos que essas são boas propostas para se ter em conta para ajudar a criança a liberar as emoções. O que você tem feito em casa com as crianças?

No link abaixo, veja tudo o que uma criança é capaz de fazer em casa segundo a sua idade:

Ler livros sobre as emoções

Sempre que reconhecer que seu filho não consegue lidar com determinada emoção, recorra aos livros infantis. Há vários livros que são ótimos e super úteis para ajudar a criança a compreender o que sente. Recomendo, ao menos, três que são muito úteis por aqui e que estão na mesa de cabeceira:

  • Coleção de contos infantis
  • Monstro das Cores
  • Emocionados

Atividades de Educação Infantil para crianças

Atividades para Educação Infantil é uma seção da nossa web que traz um monte de atividades interessantes para trabalhar com nossos filhos. Todas elas apresentam objetivos claros para o desenvolvimento emocional, motor e intelectual da criança. Visite:

Posts relacionados

Atividade Educativa Infantil - Pedra para falar sobre emoções

Autoconhecimento na infância: Mamãe, eu preciso me acalmar sozinha

Conectando emoções e natureza

3 exercícios de relaxamento para crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *