Educação EmocionalSER PAIS

Benefícios do esporte para a saúde mental da criança

beneficio-do-esporte-para-criancas

É unânime a defesa da prática de esportes para as crianças. Muitos pais, por motivos distintos, buscam trazer os benefícios do esporte para o dia a dia de seus filhos. A prática constante de uma atividade pode trazer uma série de resultados positivos para o cérebro infantil. Dentre eles, destacamos a melhora do humor, a redução do estresse e/ou depressão infantil, a melhora da qualidade do sono, o aumento da concentração, a melhora da autoestima, a manutenção do peso saudável e a melhora no rendimento escolar.

Como mencionado, desde que feito com moderação, o esporte produz efeitos positivos para a vida da criança. E, para que essa prática seja sã e proveitosa, é preciso que se tenha em conta o bom desenvolvimento da inteligência emocional.

Isso mesmo. Sabemos que, tradicionalmente, os treinamentos esportivos se concentram no progresso técnico e na melhora da forma física. A competitividade é a palavra chave para o esporte. Há que treinar muito se quer ser o melhor. Deve-se estar preparado.

De fato, ensinar a competitividade, bem como aprender a ganhar ou a perder, ou o trabalho em equipe, sempre foram bandeiras para a prática do esporte desde que somos pequenos. No entanto, os esportes podem fazer muito mais pelas nossas crianças e, consequentemente, por toda uma geração futura, quando entra em jogo a educação emocional.

Benefícios do esporte infantil e a Educação Emocional

Nas competições de elite, os melhores esportistas fazem uma preparação psicológica para afrontar as adversidades da competição. É necessário desenvolver pensamento tático e operativo, capacidade imaginativa e ótimo vínculo nos processos cognitivos.

Para isso é preciso que o esportista tenha trabalhado bem:

Conhecimento das próprias emoções

Conhecer as emoções é o primeiro passo para o autocontrole. Em esportes coletivos, ainda que pequenos, as crianças que sabem expressar o que sentem, podem conseguir melhor rendimento. Isso porque aprende, com mais facilidade, estratégias de autocontrole que lhe permitam administrar melhor emoções como raiva ou frustração.

Capacidade para motivar-se a si mesma

O importante é competir. E esse deve ser o fim do esporte infantil. No entanto, em um jogo ou uma partida, ou se perde ou se ganha. Essas são as duas caras da moeda do esporte. A partir daí é preciso que a criança saiba se alegrar com a vitória, mas saiba, também, motivar-se a si mesma quando perde.

Capacidade de conhecer as emoções alheias

Ter empatia com o adversário é uma forma de conseguir melhor rendimento no esporte. Saber identificar as emoções alheias pode dar pistas para tomar melhores decisões no jogo. Por exemplo, se a criança é capaz de reconhecer que o adversário está nervoso em determinada situação, sabe que pode ser esse o momento ideal para definir uma ou outra estratégia de jogo.

Capacidade para controlar as emoções

Como já mencionado, o autocontrole é imprescindível na prática do esporte. É comum que pais com crianças impulsivas busquem, no esporte, resultados positivos que visem a melhorar o comportamento. De fato, ao trabalhar turnos, colaboração e coletividade (quando se trate de esporte coletivo), a criança aprende a controlar melhor as emoções, a fim de contribuir para o sucesso do grupo.

Controle das relações interpessoais

Ao ter um autocontrole de suas próprias emoções, é mais fácil que a criança também tenha o controle das relações interpessoais. Essa é uma forma sã de conviver com os demais, conseguindo manter o equilíbrio do grupo que pratica o esporte.

As emoções e a prática do esporte

Não há dúvida de que as emoções jogam um papel importante no desenvolvimento e rendimento esportivo. São fundamentais para a execução motora, técnica e tática de caráter esportivo.

Dessa forma, a inteligência emocional e o esporte estão intimamente ligados em uma relação mútua. Seus benefícios são importante para o desenvolvimento da saúde mental da criança.

O esporte na infância reduz a ansiedade, a depressão, a irritabilidade e libera a tensão acumulada. Fomenta o trabalho em equipe. A criança gera novas relações, aceita regras, reconhece e fomenta a liderança e valoriza o companheirismo e a lealdade.

Educação Emocional

Na seção Educação Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do desenvolvimento da inteligência emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Além disso, há uma parte dedicada a sugerir atividades sobre as emoções para trabalhar com os pequenos em casa. Descubra mais:

Posts relacionados

Canção de yoga Om Shanti

Benefícios da dança para as emoções e condutas da criança

Mostre a seu filho estas 8 coisas boas para imitar

Conto O Monstro das cores na mesa de luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *