Criação com Apego

Menina bate em menino na escola. Você não vai acreditar no que a mãe dela fez!

abuso sexual escola

Menina de 15 anos bate em menino na escola. Ele tentou tirar o sutiã da companheira. A mãe dela foi chamada a comparecer ao colégio pelo ‘mau comportamento’ da filha.  Você não vai acreditar no que a mãe dela fez!

Transcrevemos o texto publicado em vídeo na página de Facebook Newsner Español.

Mãe: Minha filha havia batido em um menino da escola. Depois recebi uma chamada.

Professor: Bom dia, senhora Gómez. Chamo do colégio de sua filha. Houve um incidente no qual ela está envolvida. Precisamos que venha até aqui.

Mãe: Está doente ou ferida? Pode esperar até que termine de trabalhar, em um par de horas?

Professor: Sua filha bateu em outro aluno. Estamos há 45 minutos tentando localizá-la. É muito sério.

Mãe: Vou à escola e me dirijo à sala do diretor. Ali encontro a minha filha, um professor, o diretor e um menino com o nariz ensanguentado, e seus pais.

Diretor: Senhora Gómez, que bom que por fim tenha podido vir.

Mãe: Sim, estamos muito ocupados no hospital tentando salvar vidas. Desculpem o incômodo. 

Notei que se sentia um pouco envergonhado, mas não quis mostrá-lo, e então me dei conta do que havia passado. O menino havia puxado o sutiã da minha filha e ela tinha batido na cara dele duas vezes. Tenho a impressão de que estão mais chateados com minha filha que com o menino. Então disse:

Ah, e querem saber se vou apresentar contra ele por abusar da minha filha e contra a escola por permiti-lo?

Então eles começam a ficar nervosos quando menciono abuso sexual e começam a falar todos juntos.

Professor: Não acredito que seja tão sério. Não vamos exagerar.

Diretor: Acho que você está desviando do assunto.

Mãe: A mãe da criança começou a chorar. Eu me coloco diante de minha filha para saber o que ocorreu.

Filha: Ele não parava de puxar meu sutiã. Pedi que parasse, mas ele continuou. Então disse ao professor, que me disse que o ignorasse. O menino fez outra vez e arrebentou o sutiã. Por isso eu bati nele. E ele parou.

Mãe: Então encarei o professor.

Você deixou ele fazer isso? Por que não o deteve? Venha aqui e deixe-me tocar a parte dianteira de sua calça.

Professor: Que? Não.

Mãe: Isso te parece inapropriado? Acredita que só porque são crianças é divertido?

Diretor: Senhora Gómez, com todo meu respeito, sua filha, ainda assim bateu em um colega de classe.

Mãe: Não. Ela se defendeu de uma agressão sexual de outro aluno. Observe os dois. Ele mede quase 1,80 m e pesa uns 75 kg. Ela mede 1,50 m e pesa uns 40 kg. Ele mede 30 cm a mais e pesa quase o dobro. Quantas vezes ela deveria ter permitido que ele a tocasse? Se a pessoa que se supõe tinha que protegê-la em classe não fazia nada, o que ela deveria ter feito? Ele puxou o sutiã dela com tanta força que arrebentou.

A mãe do menino continua chorando e seu pai olha envergonhado e chateado. O professor não me olha. Eu olho para o diretor.

Levo-a pra casa. Acho que o menino aprendeu a lição. Espero que nada disso ocorra de novo a nenhuma menina desta escola. Você não permitiria que fizessem isso a nenhum profissional da escola, portanto o fato de que pensem que pode-se fazer com uma menina de 15 anos é incompreensível. Vou denunciar isso na justiça.

Olho para o menino.

Se alguma vez você voltar a tocar em minha filha farei que te prendam por abuso sexual. Entendeu?

Estava com tanta raiva que peguei as coisas da minha filha e fomos embora. Denunciei o ocorrido às autoridades, assegurando-me de que lidariam com o assunto de forma mais contundente. Minha filha foi transferida para outra sala, longe do professor e do menino.

UMA FANTÁSTICA MÃE QUE DEFENDEU SUA FILHA COM FIRMEZA. Ainda que a autenticidade da história não possa ser confirmada, a lição segue sendo mundo importante.

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO se você está de acordo que qualquer forma de abuso é inaceitável.

Posts relacionados

10 perguntas para saber como foi seu filho na escola

Não ultrapasse porque este é o meu corpo

Quando as crianças não querem cumprimentar...

Como escolher a escola ideal para seu filho?

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *