AtividadesCriação com Apego

Meus 8 extraclasses preferidos para crianças entre 0 e 3 anos

extraclasses preferidos

Existem muitas atividades para crianças menores de 3 anos. Idiomas, psicomotricidade, música e ritmo, meditação, iniciação ao esporte, embora nenhuma dessas se encontrem entre as minhas preferidas. Os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento do cérebro, embora muitos pais interpretem mal este dado pensando que são anos para estimular o cérebro de suas crianças com todo o tipo de métodos que, na realidade, não mostram nenhuma eficácia. Parte da confusão pode vir dos métodos de estimulação precoce que é um método terapêutico para ajudar o desenvolvimento de crianças com atraso madurativo. Para essas crianças a estimulação precoce é eficaz, mas em crianças sem esses problemas, não há nenhum efeito.

Se os primeiros anos são tão importantes no amadurecimento do cérebro e essas atividades programadas não são eficazes… como se pode ajudar a criança durante esses anos? Muito simples, dando-lhe muito carinho, brincando muito com ele e oferecendo-lhe oportunidades para explorar o mundo e brincar com outras crianças. Na realidade, sabemos que o cérebro da criança está programado para aprender da relação, jogos e conversas que mantem com seus pais e, por isso, nos três primeiros anos de vida dos meus filhos aproveitei para ter tanto afeto e brincadeira possível com essas 8 atividades extraclasses. Não os coloquei em nenhuma atividade fora do círculo familiar porque estou convencido de que nada acrescenta mais a uma criança pequena do que brincar e aprender com sua mãe, seu pai e seus irmãos e explorar livremente o entorno que o rodeia.

Meus extraclasses preferidos:

1. Muito parque

O parque é o lugar, por excelência, para fortalecer a capacidade psicomotora da criança e que aprenda a se relacionar com outras crianças de sua idade de uma maneira natural; através do jogo livre.

2. Acompanhar mamãe e papai nas compras

Passear contribui para liberar energia e fortalecer a resistência física e psicológica. Visitar o supermercado ou a a outras lojas o ajudará a expandir seu vocabulário e a descobrir o mundo cotidiano.

3. Brincar no tapete com papai e mamãe

A brincadeira com os pais ajuda a fortalecer nosso vínculo, confiança e o que você possa transmitir-lhe seus conhecimentos. Vocês podem brincar com seus brinquedos, fazer um quebra-cabeças ou construções. Sempre que siga a curiosidade de seu filho, a brincadeira será produtiva.

4. Jogo livre

O jogo livre é essencial para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança. Isso lhe da a confiança de saber que pode fazer as coisas por ele mesmo e que é capaz de satisfazer sua curiosidade. Para que ocorra só faz falta que se deem três condições:

  1. Apague outros estímulos, como a televisão os os dispositivos móveis.
  2. Deixe que investigue e experimente pela casa.
  3. Quando estiver concentrado, não interrompa sua brincadeira. Deixe-a se divertir.

5. Carícias e beijos

Durante os primeiros anos de vida, todos os beijos e mostras de carinho é pouco.

6. Ler contos

Ler contos é, possivelmente, uma das melhores coisas que você pode fazer pelos seus filhos. Ajuda a desenvolver o vocabulário, a memória e a capacidade de concentração. Quantos mais contos, melhor!

7. Conversar sobre o que estamos fazendo ou como foi o dia

As conversas entre mãe e filho sobre o presente ajudam a desenvolver a atenção e concentração. Aquelas que se centram no que ocorreu ao longo do dia ajudam a capacidade da criança de memorizar e de recordar.

* Visto em El Cerebro del Niño. Texto de Álvaro Bilbao

** Tradução livre

Posts relacionados

Jogo do Coronavírus - lavar bem as mãos

50 Jogos tradicionais infantis

Brincar juntos: fábrica de jogos, brinquedos, atividades e brincadeiras

Conto Zen - Educar exige muito de sua paciência, confiança e amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *