Criação com Apego

Os filhos morrem em seu quarto

os filhos morrem em seu quarto

Li um texto que gostaria de compartilhar com vocês. O título é bem sugestivo: OS FILHOS MORREM EM SEU QUARTO. Estamos criando uma geração cada vez mais isolada em seus quartos, passivos diante de múltiplas telas. Infelizmente, vemos como nossos filhos se fecham e não se relacionam. Vemos passivos como nossos vínculos com nossos filhos vão se perdendo. Ficamos sem saber como reagir diante dessa situação. Mas é preciso agir e criar uma geração de sujeitos capazes de usar a oferta eletrônica com limites. Como? Não deixe de ler este texto.

Os filhos morrem em seu quarto

Antes perdíamos os filhos nos rios, nos parques brincando ou chutando uma bola, nos mares, com os vizinhos. Hoje os perdemos dentro de seu quarto!

Quando brincavam nos pátios, escutávamos suas vozes, escutávamos suas fantasias e, ao escuta-los, à distância, sabíamos o que passava em suas mentes. 

Quando entravam em casa, não existia uma tevê em cada quarto, nem dispositivos eletrônicos em suas mãos. 

Hoje, não escutamos suas vozes, somente gritos. Não escutamos seus pensamentos. Os filhos estão ali, dentro de seus quartos e, por isso, pensamos que estão seguros. 

Quanta imaturidade a nossa!! Agora ficam com seus fones de ouvido, fechados em seus mundos, construindo seus saberes sem que saibamos o que é…

Perdendo, literalmente, a vida, ainda que vivos em corpos, mas mortos em suas relações com seus pais. Fechados em um mundo de tecnologia que, em nada, contribui à formação de crianças seguras e fortes para tomar decisões moralmente corretas e de acordo com seus valores familiares. 

Dentro de seus quartos, perdemos nossos filhos para esses jogos eletrônicos, conversando com gente que NÃO CONHECEM, que podem induzi-los a relações tóxicas e, inclusive, à pornografia, imersos em um mundo totalmente de fantasia. 

Mortos de sua identidade familiar… Quão triste é isso!!! Tornam-se uma mistura de tudo aquilo pelo qual foram influenciados e os pais nem sempre sabem o que seus filhos são porque, como pais, aplicamos a típica afirmação “todas as crianças o fazem, estão em seu quarto”

É urgente resgatar nossos filhos

Não se acostume a ter um filho assim, isolado, vivo sim, mas morto dentro de seu quarto. 

Tire seu filho do quarto!! Limite o uso do tablet, do celular, do computador, dos fones de ouvido, dos jogos eletrônicos. 

Convide-o à prática de um esporte, de algum grupo juvenil ou de um grupo musical juvenil. Compre jogos de mesa, vejam filmes juntos, faça planos com seu filho ou sua filha! Brinque, divirta-se com eles(as), escute sua voz, suas palavras, o que pensa: SEU FILHO ESTÁ VIVO. PERTENCE A SEU LAR, NÃO A SEU QUARTO. 

TIRE-O DAÍ JÁ!!

* Visto em @Psicosia

Criação com Apego

Na seção Criação com Apego você encontra textos interessantes sobre como podemos criar nossos filhos com amor, respeito e firmeza. Prepararmos para ser pais é algo importante. Saber como podemos estabelecer o vínculo com nossos filhos, educando-os sem gritos, ameaças e castigos também. Acesse:

Posts relacionados

O que fazer se algum familiar tenta intervir na educação do seu filho?

Atividades para pais e filhos fazerem juntos

Conto Zen - Educar exige muito de sua paciência, confiança e amor

Perdoe-se, mamãe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *