Educação EmocionalSER PAIS

5 atividades para controlar as emoções

atividades para controlar as emocoes

Sempre estamos em busca de recursos para ajudar nossos filhos a controlarem suas emoções. No entanto, não nos damos conta de que nós adultos também precisamos encontrar meios para aprender a controlar as nossas emoções. Por vezes, muitos pais acabam por usar de castigos físicos e psicológicos porque são incapazes de manter o equilíbrio em situações que saltam a normalidade, como por exemplo, durante a birra de um filho intenso. Compartilhamos com vocês algumas atividades simples que podem ajudar os pais a controlar as emoções.

5 atividades para controlar as emoções

Reafirmação

Pensar no que causou a emoção, reduzindo seu significado negativo. No lugar de colocar o foco na emoção em si, busque refletir sobre a causa do problema. Por exemplo, no momento em que a criança faz a birra, no lugar de buscar, desesperadamente, que a criança se cale, gritando com ela ou batendo nela, tente entender a causa da birra. Certamente, você se manterá calmo e conseguirá ajudar seu filho melhor.

Distração

Consiste em prever uma emoção com uma situação ou ação que a limite ou a afaste para distrair a mente. O objetivo aqui não é esconder a emoção, mas sim, controlar a sua ira diante de uma situação inusual. Voltando ao tema da birra, quando se der conta de que está se exaltando, deixe um pouco o ambiente. Diga a seu filho que precisa respirar e se acalmar. Explique que está para ele, que em seguida volta. Retire-se, respire, volte ao equilíbrio. Quando estiver pronta para enfrentar a situação, volte e foque na causa da birra para solucionar o problema.

Pensar no futuro

Trate de pensar nas consequências de seus atos que desatam certas emoções. Muitos pais acabam recorrendo à palmada para solucionar os problemas de comportamento da criança. Os mesmos relatam que se sentem culpados após fazê-lo. Nesse sentido, está claro que não há intensão dos pais em bater, mas por descontrole acabam fazendo-o. Para evitá-lo, recorra à atividade anterior. Não precisamos bater em nossos filhos para que deixem de chorar ou se comportem como queremos. Devemos acompanhá-los e ajuda-los a entender suas próprias emoções.

Respire corretamente

Procure controlar sua respiração, fazendo pausas entre cada inalação e expiração. Se nos déssemos conta da importância da respiração para aprender a controlar as emoções. Aqui em casa, desde os 18 meses de Laura, estamos trabalhando com ela a respiração. No momento de birra, por exemplo, sempre a convidamos a respirar. Sempre funciona.

Deixe a emoção para mais tarde

Realize outra atividade e deixe tempo para recordar a emoção mais tarde, sem dúvida esta será de menor intensidade. Então, quando a criança não se comporta como o esperado, pode acabar gerando um conflito. O pai ou a mãe pode chegar a sentir raiva. No lugar de fazer uso de castigos violentos, busque entender a causa do comportamento, ajude seu filho a compreender a inadequação de suas ações. Se você sente raiva, busque afastar-se por um momento para se acalmar, busque pensar nas consequências de seus atos, respire profundamente… Tudo isso ajudará você a se acalmar para resolver o conflito desde a calma.

Mas, esteja atento! Ao controlar a emoção, essa fica aí guardada. Então é preciso tirar um tempo para recorda-la. Por que tal comportamento de seu filho a enfurece tanto? Por que sinto raiva quando meu filho chora? Por que me incomoda que faça isso ou aquilo? A partir dessas reflexões você pode encontrar recursos para aprender a manter o equilíbrio e educar seu filho desde a calma, o respeito e o amor. Não tenha dúvidas: ganha você, ganha seu filho, ganha o casal, ganha toda a família.

Quais são mais adequadas a você? Então, anime-se e comece a se educar emocionalmente.

Leia também:

Educação Emocional

Na seção Educação Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do desenvolvimento da inteligência emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Descubra mais:

Posts relacionados

Colorir O Monstro das Cores

As expressões das emoções com massinha

O maior trabalho é a autorregulação adulta

As 3 amigas que toda mãe precisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *