Criação com ApegoDesenvolvimento infantilDisciplina PositivaSER PAIS

A educação respeitosa é chave para evitar a violência infantil

educacao respeitosa

Está muito arraigada, em nossa sociedade, a prática do castigo físico como instrumento de disciplina. “É pelo seu bem”, “Bato em você porque te amo” são argumentos toscos para justificar a violência. Na realidade, nada justifica a violência contra a criança. E não apenas é aceito o castigo físico contra a criança, mas também o castigo psicológico (humilhações, xingamentos, gritos…)

Para mudar isso, há muito trabalho. Nossa geração de pais é responsável por tornar real uma educação baseada no amor e no respeito. Nesse sentido, a educação respeitosa é chave para evitar a violência infantil.

Cuidar e proteger nossos filhos não significa estar atrás deles todo o tempo para que nada lhes passe mal. Cuidar e proteger nossos filhos implica:

  • Ter uma relação afetuosa e incondicional, uma relação de amor que deve ser evidenciada à criança através de gestos e palavras. A criança precisa se sentir amada.
  • Alimenta-los, ajuda-los a dormir, vesti-los, sair para passear… atender suas necessidades mais básicas.
  • Promover um vínculo carinhoso. Não basta com dar tudo do bom e do melhor, mas nunca estar presente. Estar junto, passar tempo juntos é essencial para estabelecer um vínculo carinhoso e respeitoso durante a primeira infância.
  • Estar envolvido em todos os momentos de seu desenvolvimento. Informar-se e conhecer bem as etapas do desenvolvimento da criança nos torna capazes de ajuda-la da melhor maneira possível.
  • Educa-los com bom trato e respeito. Deixar de lado os castigos físicos e psicológicos, adotando uma educação positiva e empática.

Desenvolvimento Infantil

Ler sobre o desenvolvimento infantil permitirá você compreender melhor seu filho e, dessa forma, ajuda-lo desde o respeito e o amor, sem gritos nem castigos. Visite nossa seção:

Posts relacionados

5 atividades para fazer com as crianças nas férias

Como falar para que os filhos escutem

Jamais diga "não te amo mais" a seu filho

Vai ter um bebê? Veja nossas dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *