Criação com ApegoDesenvolvimento infantilSER PAIS

O que é terror noturno em crianças?

o que e terror noturno

As crianças costumam se despertar. Abrem os olhos com as pupilas dilatadas, mas tem o olhar perdido, gritam e choram. Refletem pavor, tremem, respiram agitados. Costumam ter agitação motora.

Os terrores noturnos se produzem na primeira metade da noite. Costumam ocorrer, tipicamente, quando a criança está abandonando o sono da tarde e, à noite, dorme mais cansado (ou quando, nesse dia, não descansou o suficiente). Frequentemente, aparecem entre os 2 e 5 anos.

No que diz respeito ao terror noturno, tenha em conta estas dicas:

  • Observe se, todos os dias que dorme mais horas, os terrores noturnos melhoram.
  • Tente que seu filho deite descansado e tranquilo.
  • Se está vivenciando um episódio de terror noturno, fique a seu lado para evitar que se machuque.
  • Se os episódios são muito fortes e muito seguidos, tente desperte a criança 15 minutos antes do horário habitual que costuma vivenciar os episódios. Normalmente ocorrem antes das meia-noite, se a criança costuma dormir entre as 20h e 21h. Outra opção que pode funcionar é que ela durma e se desperte aos 45 minutos, sem que se desvele muito e volte a fazê-la dormir.

Os terrores noturnos não implicam estresse para a criança, já que, no dia seguinte, costumam não recorda o que viveram. Dessa forma, você pode optar por não fazer nada mais do que acompanhar o momento para que não se machuque, tal como nos episódios de sonambulismo.

* Texto de Rosario Valente, psicóloga (@rosariovalentepsicologia)

>> Leia mais artigos sobre o sono infantil.

Criação com Apego

Na seção Criação com Apego você encontra textos interessantes sobre como podemos criar nossos filhos com amor, respeito e firmeza. Prepararmos para ser pais é algo importante. Saber como podemos estabelecer o vínculo com nossos filhos, educando-os sem gritos, ameaças e castigos também. Acesse:

Posts relacionados

Sono seguro é sono perto dos pais

Estou grávida. Como me preparar para o sono do bebê?

Pais perdem até 700 horas de sono nos primeiros 12 meses de vida do bebê

Cama compartilhada não precisa ser na cama dos pais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *