Os maus-tratos nunca educam, texto de Álvaro Pallamares

0 61

Nesta publicação trazemos um texto muito interessante e profundo de Álvaro Pallamares. Aborda como os maus-tratos nunca educam. De tão arraigado em nossa cultura, muitos tem o pensamento de que uma palmada a tempo, um grito ou uma ameaça são recursos para educar, Pallamares nos mostra os efeitos prejudiciais ao desenvolvimento da autoestima da criança.

Os maus-tratos nunca educam

Os maus-tratos nunca educam. Intimidam, amedrontam, desconcertam, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. Paralisam, submetem, inibem, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. Traumatizam, quebram, destroem, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. Chateiam, enfurecem, arrebentam, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. Repitem-se, tradicionalizam-se, perpetuam-se, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. São populares, são maioria, estão por todos os lados, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam. Distorcem, envelhecem, secam, mas nunca educam.

Os maus-tratos nunca educam porque educar é respeito. Educar é sagrado. Educar é amar. Os maus-tratos nunca educam e nunca vão educar porque são justamente o oposto à educação. Educar é tratar bem. Educar é humildade. Educar é exibir valores. Educar é cuidar do outro e crescer com ele.

O bom trato é o caminho.

* Álvaro Pallamares, especialista em temas de saúde mental infantil, estilos de criação e como fomentar o apego seguro.

Criação com Apego

Na seção Criação com Apego você encontra textos interessantes sobre como podemos criar nossos filhos com amor, respeito e firmeza. Prepararmos para ser pais é algo importante. Saber como podemos estabelecer o vínculo com nossos filhos, educando-os sem gritos, ameaças e castigos também. Acesse:

Inteligência Emocional

Na seção Inteligência Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do autocontrole emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Descubra mais:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.