Criação com Apego

Este é o principal erro que você pode cometer com seu filho

Falta de tempo pais e filhos

A falta de tempo é o principal erro que podemos cometer com nossos filhos. Antes de ficar grávida de Laura, muitas vezes criticava outras mães em suas decisões quanto à criação de seu filho. Parecia-me que as dicas da SuperNany eram ideais: deixar a criança chorar por minutos, pois acudi-la rapidamente a tornaria malcriada; colocar a criança no cantinho da disciplina para que refletisse sobre seus erros. Visto em um programa editado sempre me pareceu até fácil de aplicar.

Mas aí chega Laura. Fico grávida em dezembro de 2015 e, a partir daí, meu marido e eu decidimos estudar para ser pais. Isso mesmo. Queríamos o melhor para nossa pequena e sentíamos que necessitávamos informações.

O primeiro que sabíamos é que não gostaríamos de falhar naquilo que considerávamos que nossos pais haviam falhado em nossa criação. Logo, para consegui-lo faltava informação. Foi assim que chegamos à pedagogia Montessori e adaptamos nossa casa para aplica-la, à Criação com Apego e à Disciplina Positiva.

Consideramos que esses estilos de educação se complementam e seriam o erre que adotaríamos para poder dar o melhor para a nossa Laura.

Antes do parto fizemos o curso de preparação pro parto. Numa das classes, a ginecóloga nos disse: “Vocês vão enfrentar um momento muito difícil. Os primeiros meses são difíceis, não só porque não conseguirão mais dormir como antes, mas porque conhecer o seu bebê demanda um pouco de tempo. No entanto, digo a vocês aproveitem cada minuto porque passa muito rápido. Abracem-no muito, beijem-no muito. Monstrem-no o quão querido e desejado foi. Dedique-lhe todo o tempo que puder, pois quando grandes terão vontade e verão que o tempo passou.”.

E acrescentou: “Lembrem-se de que o bebê não chora por capricho, chora porque quer comer, tem cólicas ou quer afeto.”.

Esses conselhos ficaram gravados em nossa mente. Laura era muito desejada. Eu havia tido dois abortos anteriores e demoramos muito para poder viver a experiência mais incrível e alucinante de nossas vidas. À luz disso nos sentimos seguros para adotar a criação com apego e dar à Laura todo o carinho do mundo. Tínhamos claro que atenderíamos suas necessidades, e lhe dedicaríamos todo o tempo que tivéssemos disponível para vê-la crescer. Ah, e importante, tempo disponível é tempo com ela, tempo presente, tempo de brincadeiras juntos, tempo de passeios juntos, tempo de muitos abraços e beijos, tempo de dizer cada dia ‘te amo, obrigada por ter nos escolhido para ser seus pais’. Então, televisão desligada, celulares e tablets deixados de lado.

Claro, não é fácil, muitas vezes estamos cansados, porque, como vocês sabem, um bebê ativo não para um segundo. No entanto, é extremamente prazeroso. É único e especial ver nossa pequena crescer sã e cheia de alegria. Logo, devemos tentar conciliar o tempo com nosso filho, o trabalho, as atividades domésticas, de modo a oferecer-lhe o melhor de nós para fazê-lo feliz.

Foto: Paternidad Mundial

Posts relacionados

Os filhos morrem em seu quarto

História de amor emocionante de um pai por seu filho

Orgulho de ser mãe e pai: E se eu pudesse criar meu filho outra vez...

Como ser uma boa mãe para meu filho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *