Criação com ApegoDisciplina PositivaSER PAIS

Método Inuit para não gritar com os filhos

metodo inuit

Lidar com uma criança que está fazendo birra ou não quer obedecer pode ser uma situação muito estressante a que muitos pais de todo o mundo reagem com gritos e até palmadas.

Mas, de acordo com especialistas, esta não é a melhor maneira de controlar e educar as crianças, já que essas demonstrações de agressividade e falta de controle das emoções servem como exemplo para que elas repliquem o mesmo comportamento com os demais no futuro.

Por isso, uma técnica de criação utilizada durante anos pelas tribos Inuit, que se estabeleceram no Alasca e Canadá, e descoberta pelo antropólogo Jean Briggs está se tornando conhecida. Baseia-se no princípio “Não grite nem grite com as crianças“.

O método Inuit consiste em se manter tranquilo e falar de maneira calma e clara às crianças, sem mostrar sinais de irritação ou frustração.

Talvez parece impossível, mas a psicóloga clínica Laura Markham explica que é a melhor maneira de educar a um menor, já que gritar com as crianças e tratá-las com violência apenas as está formando para que se comportem assim na idade adulta.

Além do controle das emoções, o Método Inuit utiliza o relato de histórias para exemplificar o que pode acontecer se não obedecem e fazem birra. No Alasca, há algumas histórias de monstros que conseguem que as crianças tenham um bom comportamento, ainda que tampouco se trata de intimida-las.

Outra técnica desse modelo é esperar que a criança se acalme, deixe de fazer sua birra e quando se encontre sozinha com papai ou mamãe, o adulto a imite e realize uma birra igual à da criança com o fim de que veja como reage quando se comporta mal.

Esse método não apenas é uma ajuda para os menores, como também os adultos conseguem um melhor manejo de suas emoções e até serve de autorreflexão para saber que tanto grita com seus filhos.

* Visto em Telemundo.com

Então, traduzi esse texto porque me pareceu bem interessante o uso do controle emocional para atender às necessidades da criança em momentos de birra. A base “Não grite e não grite com a criança” pode soar como um mantra para ajudar-nos a conter a nossa raiva e frustração. No entanto, não estou de acordo em contar histórias de monstros ou mesmo imitar a criança. E você, o que acha disso? Usaria esses recursos do método Inuit?

Disciplina Positiva

Através da Disciplina Positiva aprendemos a centrar-nos em potenciar habilidades em nossos filhos para que possam ser capazes de solucionar problemas por eles mesmos. Também reconhecemos que castigos físicos e psicológicos não são recursos que favoreçam a criar crianças com autonomia, responsáveis e independentes. Saiba mais:

Posts relacionados

A violência contra as crianças lhes deixa marcas que são para sempre

Os castigos servem para que se aprenda a fazer as coisas escondido

O que significa colocar limites para a Disciplina Positiva?

Por que tantas pessoas justificam os castigos?

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *