Atividades de MatemáticaHistória InfantilLivros infantis

Poesias de Matemática

poesias de matematica

Trabalhar poesia e números pode se transformar em um grande aprendizado para nossas crianças. É a possibilidade mostrar como os conceitos matemáticos podem se transformar em pura poesia. Uma das poesias de matemática mais conhecidos é Poesia Matemática, de Millôr Fernandes. No entanto, podemos encontrar outros poemas matemáticos infantil.

Nesta publicação, compartilhamos algumas das poesias de matemática para crianças. Escolha a mais adequada para trabalhar. Busque abordar os conceitos trazidos pela poesia. O mais importante é que a criança já tenha o conhecimento adquirido, para que o poema de matemática seja melhor entendido.

Poesia Matemática de Millôr Fernandes

Às folhas tantas
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a, do Ápice à Base,
uma figura ímpar:
olhos rombóides, boca trapezóide,
corpo octogonal, seios esferóides.
Fez da sua uma vida
paralela à dela
até que se encontraram
no infinito.
“Quem és tu?”, indagou ele
em ânsia radical.
“Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa.”
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação
traçando
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidianas
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E enfim resolveram se casar,
constituir um lar,
mais que um lar,
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade
integral e diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes até aquele dia
em que tudo vira afinal monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
Freqüentador de círculos concêntricos, viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade.
Era o triângulo,
Tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era uma fração,
a mais ordinária.
Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser
moralidade como aliás em qualquer
sociedade.

Poesia de matemática com rimas, por Tom Jobim

Pra que dividir sem raciocinar
Na vida é sempre bom multiplicar
E por A mais B
Eu quero demonstrar
Que gosto imensamente de você

Por uma fração infinitesimal,
Você criou um caso de cálculo integral
E para resolver este problema
Eu tenho um teorema banal

Quando dois meios se encontram desaparece a fração
E se achamos a unidade
Está resolvida a questão

Pra finalizar, vamos recordar
Que menos por menos dá mais amor
Se vão as paralelas
Ao infinito se encontrar
Por que demoram tanto os corações a se integrar?
Se infinitamente, incomensuravelmente,
Eu estou perdidamente apaixonado por você.

Poemas problemas, de Renata Bueno

Uma dica é trabalhar os problemas matemáticos através da poesia. Uma boa indicação é o livro Poemas Problemas, de Renata Bueno, que obteve o primeiro lugar na categoria didáticos e paradidáticos no Prêmio Jabuti, de 2013.

poemas problemas 01

O livro reúne 17 problemas rimados para crianças do 2º e o 3º ano do Fundamental (adaptáveis para 3º e 4º anos). É uma maneira lírica de trabalhar a matemática e a resolução de problemas.

poemas problemas de matematica

>> Poemas problemas, de Renata Bueno

História Infantil

Na nossa seção História Infantil, você encontra muitas dicas incríveis histórias, fábulas, poemas, livros e vídeos infantis. Além disso, confere dicas de atividades e jogos de leitura, de contação de histórias e formas de organização da biblioteca infantil em casa. Visite:

Posts relacionados

Atividades para entreter as crianças na quarentena

Poesias visuais infantil

Atividades com nome próprio para Educação Infantil 3 anos

Saci Pererê De Joaquim Queiroz Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *