Educação Emocional

Sobre homens e mulheres e nossa sociedade machista. Texto de Xuxa Meneghel

texto de xuxa meneghel desigualdade de genero

O texto Sexo frágil?, escrito pela apresentadora Xuxa Meneghel e publicado na Revista Caras, faz um retrato real da nossa sociedade machista e sexista. Inevitável não replicá-lo aqui. Para quem nos lê sempre, já perceberam que somos a favor de uma cultura marcada pela igualdade de gênero. Para promover a igualdade é fundamental uma educação que vise a romper com determinados esteriótipos. Como afirmou Xuxa, a culpa é de uma sociedade que insiste em defender esse discurso de coisa de mulher x coisa de homem. Apenas poderemos romper com tudo isso educando as novas gerações.

Leia o texto!

Sexo frágil?

O homem deve ter pênis grande. A mulher, clítoris minúsculo. O peito masculino deve ser pequeno. Mas os seios exigem fartura. A bunda do homem querem enxuta. A da mulher, grande, redonda. O homem pode ser careca. É charmoso. Se a mulher tiver pelo curto é feio, masculino.

O homem não precisa cortar a unha, fazer cutícula. É sinal de virilidade. Já a mão da mulher precisa estar sempre feita, pintada. Caso contrário é desleixo.

Se o homem apresentar um cheiro forte… Ah, é pura masculinidade. Ela será chamada de suja. O homem que cozinha, lava e passa roupa ganha status de gentleman. Um príncipe! Para a mulher, isso não passa de obrigação.

Trais é da natureza masculina. Ao fazer o mesmo, a mulher “vira” prostituta. O homem barrigudo não é julgado. Mas o corpo da mulher, que serve de moradia para uma nova vida por nove meses, tem a obrigação de recuperar as formas originais logo após o parto.

A mulher, por mais que ocupe um cargo equivalente ao do homem, ganha menos pela mesma tarefa. O homem é incentivado a perder a virgindade cedo. O ato consumado é, inclusive, festejado. A mulher é incentivada a se “preservar” sob o risco de castigo e humilhação.

Dependendo da roupa, ou da falta dela, a mulher é acusada de querer atenção. O homem pode usar qualquer coisa a qualquer hora. Para muita gente, para viver bem, uma mulher precisa de um homem ao lado.

A culpa de quem pensa assim é da sociedade que defende isso. O que eu, como mulher gostaria de pedir? Eu quero e exijo RESPEITO! Sm nós, mulheres, os homens não existiriam.

Texto de Xuxa Meneghel

Posts relacionados

A igualdade de gênero começa com a educação

As Mulheres e os Homens, um livro divertido para abordar a questão de gênero

"Estou cansadíssima": a carta de uma mãe a um pai que não faz nada em casa

Baby Alive, uma boneca para ensinar valores às crianças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *