Criação com ApegoDisciplina PositivaEducação Emocional

Tempestade de ideias com crianças: como ensiná-las a ser criativas

tempestade de ideias com criancas 01

Tempestade de ideias ou brainstorming é uma técnica conhecida usada para o desenvolvimento do pensamento criativo. O conceito surgiu em 1938, por Alex F. Osborn, que apresentou a técnica 10 anos mais tarde no livro Seu poder criativo. A finalidade da tempestade de ideias com crianças é gerar opções quando a pessoa se encontra agarrada na resolução de um problema.

A técnica já é muito empregado em dinâmica de grupo nas grandes empresas. No entanto, podemos trabalhá-la com nossos filhos, dando-lhes ferramentas para que possam usar plenamente sua capacidade criativa.

A tempestade de ideias

Um dos aspectos que se valoriza na técnica da tempestade de ideias é a capacidade de se trabalhar em grupo para a resolução de um problema ou um desafio. Claro que, se estamos em casa, essa habilidade pode ser trabalhada quando incluímos as crianças nas decisões familiares. Por exemplo, o que podemos fazer num dia de chuva? Como podemos nos entreter?

Esse desafio, pode ser discutido com as crianças. É uma ótima oportunidade de fazê-la sentir-se parte integrante da família. Além disso, a deixa orgulhosa de saber que suas ideias podem contribuir para um bem comum. Ao fazê-lo, na realidade, não apenas trabalhamos sua capacidade de tomar decisões, como também fomentamos sua criatividade.

É preciso ter em mente que qualquer ideia, apenas pelo fato de ser uma ideia, é perfeitamente válida e deve ser levada em conta.

Pautas para realizar a tempestade de ideias com crianças

Tenha em conta essas dicas para colocar em prática a tempestade de ideias com crianças:

1. Não julgue. Deixe de lado o juízo de valor. Não descarte ideias. Você é um guia de seu filho, logo pode conduzi-lo a melhorar a exposição de suas ideias. Se você ri, critica, debocha ou descarta suas ideias, apenas consegue que ele se iniba e não queira mais participar. Dê-lhe oportunidade de dar asas à imaginação.

2. Seja inusual. Ao não fazer julgamentos, a criança se sente livre para propor suas ideias. Pouco a pouco, ele mesmo se dará conta de quais podem ser boas ou não. O importante é que sua imaginação flua com total liberdade. Ao sentir-se livre, progressivamente a criança começará a gerar ideias inesperadas e aparentemente impossível de se realizar.

3. Seja produtivo. A tempestade de ideia se baseia em quantidade e não na qualidade, num primeiro momento. Inicialmente é necessário gerar muitas ideias, para que sejam selecionadas umas quantas boas.

4. Pratique a escuta ativa. É daí que podem sair ideias brilhantes. Ao escutar, atentamente, podemos melhorar a ideia apresentada. Ao agregar ideias, podemos gerar uma muito boa. Não é certo que ideias brilhantes tenham que surgir do nada.

5. Seja rápido e impulsivo. A tempestade de ideia requer rapidez e agilidade mental. Seria um erro acreditar que devemos dedicar muito tempo a pensar uma ideia antes de propô-la. Tenha em conta que, quanto menos tempo e mais pressão existe, melhor será a resposta na hora da resolução de problemas de forma criativa. Portanto se trata de motivar a criação de ideias, para que surjam espontaneamente.

tempestade de ideias com criancas

Como realizar a tempestade de ideias

Como se trata de uma técnica para ser realizada em grupo, é importante que você a adapte à realidade do seu lar. Logo, considere sempre os integrantes da família como um grupo que deve dialogar e buscar ideias e soluções para os problemas juntos. Não tenha dúvidas de que essa prática servirá para estreitar o vínculo entre os membros da família.

Para colocar em prática a técnica, tenha em conta:

. Escolher um lugar adequado e tranquilo para reunir a família e discutir ideias. Por exemplo, pode aproveitar o fim do almoço, quando todos estão reunidos.

. Apresente o problema a todos. Por exemplo, ‘que plano de lazer fazer para a tarde”.

. Peça ideias a cada um dos membros. Motive a pensar planos distintos e divertidos.

. Lembre-se de que todas as ideias são válidas por mais absurdas que pareçam. Não descarte nenhuma. Aceite todas.

. Uma vez passados os cinco minutos, repasse todas as ideias surgidas. Juntos descartem aquelas que pareçam mais difíceis de realizar, sem fazer julgamentos. Escolha as melhores.

Seguramente, você encontrará com sugestões do tipo:

  • ir ao shopping
  • ir ao cinema
  • comer uma pizza
  • ver um filme em casa
  • jogar videogame

Juntos, busquem chegar a um consenso e decidir a melhor opção.

Para que situações nos servem o brainstorming

Basicamente, podemos empregar a técnica Tempestade de Ideias com crianças para distintas situações dentro de casa:

  • organizar uma viagem
  • escolher um filme para assistir em família
  • decidir um presente para a vovó ou o vovô
  • escolher um presente de aniversário ou de Natal
  • como ajudar a uma pessoa carente
  • como ajudar um colega que sofre bullying
  • como propor soluções que melhore o dia a dia em família ou em sociedade.

O leque de possibilidades é grande. Consideramos que seja importante, após elaborar a tempestade de ideias, no momento do descarte daquelas mais impossíveis de realizar, buscar junto com as crianças chegar ao entendimento do porquê não é viável. Acreditamos que essa é uma maneira adequada para que possam entender como propor soluções aos problemas de forma mais efetiva.

Por exemplo, se pedimos ideias de planos de lazer para fazer à tarde em família e a criança responde vídeogame, podemos explicar-lhe que papai e mamãe não sabem jogar, logo não seria um plano em família. Isso os leva a compreender que poderão jogar em outro momento, mas que é importante buscar ideias que incluam todos os membros do grupo.

Não temos dúvidas de que adotaremos a tempestade de ideias em casa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *