AtividadesAtividades sobre EmoçõesEducação Emocional

O que é a imaginação positiva e como praticar com as crianças

imaginação positiva

Você sabe o que é a imaginação positiva? Nesta publicação, vamos mostrar como a prática da imaginação positiva pode ajudar as crianças a encontrar soluções para os problemas desde a calma. Essa prática se torna imprescindível para ajudar na regulação das emoções.

O que é a imaginação positiva?

Em breves palavras, a imaginação positiva ou visualização positiva é uma técnica que se utiliza da imaginação para aliviar os pensamentos negativos que nos causam ansiedade. Tanto é indicado para crianças com para adultos. Em casa, vem super bem para que pais e filhos se conectem e estabeleçam o vínculo através do diálogo, sem necessidade de gritos ou palmadas.

Uma das coisas que mas nos faz gastar energia é dar voltas ao mesmo assunto. Isso faz com que imaginemos uma e outra coisa que não nos ajuda. Algo parecido se dá com nossos filhos. Claro, eles não tem problemas que tirem o sono, mas, em determinadas circunstâncias, se deixam levar pela imaginação negativa. Por exemplo, ele pensa que uma tarefa é muito difícil e já se mal dispõe a realiza-la. Logo, vai deixando sempre para depois. A curto prazo, pode parecer só preguiça ou falta de determinação. Arrastado para a vida adulta, essa pouca disposição a realizar qualquer coisa que pareça difícil, cria muitos transtornos.

Ou, ainda, outro exemplo: ter medo de coisas imaginárias que talvez nunca ocorrem. Ter medo do escuro e por isso nunca se atrever a entrar em um espaço sem luz. O medo é de que ocorra algo dentro. Como ela não tem certeza do que ocorre nesse espaço, acaba gerando um sofrimento para si mesma, sente raiva e se recusa a querer estar ali, independente do que opinem os demais.

Exercício para praticar a imaginação positiva

Um exercício muito bom para trabalhar essas emoções, como o medo e a raiva, é, num momento de tranquilidade e relaxamento, fechar os olhos e pensar:

  • Por que sinto raiva quando…
  • Por que tenho medo quando…

Exemplo: “Por que tenho medo quando estou num quarto escuro?“. É possível que a criança diga algo como: “De ficar sozinha e não encontrar a luz“, “De não achar a saída“, “Que alguém venha me pegar e levar para longe dos meus pais“.

Todas essas justificativas fazem parte do imaginário da criança. Como adultos podemos ajuda-la a perceber que tudo é fruto da imaginação e que ela pode sim habitar um espaço escuro. Como?

Querida, para encontrar a luz, basta apertar este botão. Está ao lado da sua cama.“, ou “Meu filho, a porta está logo ali, ao lado da cômoda. Quando se levantar conte 5 passos e a encontrará” ou “Não se preocupe. Ninguém vai entrar em seu quarto. E mamãe está no quarto ao lado cuidado para que nada de mal lhe passe“.

Dessa forma, a criança aprende a usar a imaginação positiva. Para o medo ou a raiva que sente, aprende a encontrar uma solução real e simples. Essa é uma interessante maneira de ajudar nossos filhos a se autoconhecerem, percebendo o que sente e como melhor administrar suas emoções.

Como e quando praticar a imaginação positiva

Tendo em conta os exemplos apresentado até aqui, não deve ser praticada em momento de raiva ou ira. Se a criança está chateada, com medo ou ansiedade, o primeiro é dar-lhe tempo para que possa se acalmar. Como adultos acompanhamos suas emoções, respeitando o que está sentindo.

A partir do momento em que note que já está calma, busque um lugar tranquilo (em casa ou ao ar livre) para se sentar com a criança e conversar. Pode propor algum momento de relaxamento, como respirar profundamente, dar abraços apertados, apertar as mãos…

É preciso que corpo e mente estejam conectados para que a criança se sinta capaz de refletir sobre a situação vivenciada, que emoções e sensações lhe causaram e que soluções pode encontrar se algo similar volte acontecer.

Em casa, todos os dias praticamos a imaginação positiva. Cada dia, comentamos uma coisa bonita que nos tenha ocorrido e uma não tão legal. No caso dessa última, imaginamos o que podemos fazer para regular a emoção experimentada. Esse é um dos recursos mais úteis para ajudar a criança a identificar e vivenciar emoções e sentimentos de uma forma consciente.

Educação Emocional

Na seção Educação Emocional aprendemos como ajudar nossos filhos a reconhecer e identificar as emoções corretamente. A partir do desenvolvimento da inteligência emocional, a criança está preparada para vivenciar situações várias de uma maneira equilibrada. Descubra mais:

Posts relacionados

Atividade Educativa Infantil - Pedra para falar sobre emoções

Rotina de exercícios de 7 minutos para regulação emocional

Coroa do Monstro das Cores com papel higiênico

Autoconhecimento na infância: Mamãe, eu preciso me acalmar sozinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *